Futebol Europeu - 2017/18

Página 17 de 18 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18  Seguinte

Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 01, 2018 1:58 pm

A bola rolou para Tottenham x Manchester United. Um clássico inglês, expectativa de um grande jogo em Wembley, confronto direto pelas primeiras posiç... GOL DO TOTTENHAM! Amigos, Eriksen precisou de apenas 11 segundos de jogo para abrir o placar da partida.
É claro que o lance relâmpago do dinamarquês desencadeou uma avalanche de reações nas redes sociais. Primeiro, a informação: o gol de Eriksen é o terceiro mais rápido da história da Premier League.
O detentor do recorde pendurou as chuteiras há pouco tempo e, por coincidência, jogou durante toda sua carreira também no Tottenham. Trata-se do ex-zagueiro Ledley King, que levou 10 segundos para marcar contra o Bradford City, em 2000. Ele, aliás, tirou onda no Twitter.
Ao marcar nesta quarta-feira, Eriksen também mexeu com um pequeno clube da oitava divisão da Inglaterra. O Whitley Bay orgulhava-se até então de ter marcado o gol mais rápido da história do Wembley. Isso foi em 2010, na final da FA Vase (competição disputada por equipes de divisões inferiores do país) de 2010.
Mas agora esse posto pertence a Eriksen. No Twitter, os Bays, como são carinhosamente chamados pela torcida, até choraram.
"Depois de quase oito anos, o recorde de Paul Chow de gol mais rápido do Wembley se foi".
Autor desse gol, Paul Chow não estava sequer vendo o jogo do Tottenham. Ficou sabendo por terceiros. E quando recebeu a notícia, se disse "desconsolado".
https://globoesporte.globo.com/blogs/brasil-mundial-fc/post/2018/01/31/as-reacoes-ao-gol-de-eriksen-o-terceiro-mais-rapido-da-historia-da-premier-league.ghtml

gol mais rápido da história da Premier League - aos 11 segundos - com certeza desmanchou qualquer estratégia pensada por José Mourinho no clássico de quarta no Campeonato Inglês. Afinal, a desigualdade no placar obrigou o United a trabalhar mais a bola e construir mais suas jogadas, dando ao Tottenham a oportunidade de “reagir” ao jogo do adversário - é esse futebol de “reação” que Pochettino mais gosta.
O primeiro tempo mostrou um massacre do time londrino: agilidade nas ações, infiltrações que desorganizavam o sistema defensivo do United e um dos principais princípios de jogo do Tottenham que, se não ganha nada, joga de igual para igual com várias equipes de maio investimento: o pressing.
O termo pode ser traduzido como “pressionando” e serve para mostrar a ideia de um adversário marcando intensamente o adversário. É uma ideia, um “dispositivo de jogo” usado para impedir que o oponente jogue com conforto. O pressing não é novo: nasceu há quase 50 anos atrás, com Rinus Michels e Joyan Cruyff. O primeiro, influenciado pelo espírito guerreiro mostrado pelos times argentinos na Libertadores, convidou o segundo a repensar a forma de jogo do Ajax no início da década de 1970.
Juntos, eles queriam uma forma de não deixar o adversário jogar com tanta calma e controle. Eles queriam recuperar a bola o mais rápido possível, com o menor cansaço possível. Afinal, todas as equipes na década de 1970, quando defendiam, faziam o mesmo movimento: esperavam o adversário tocar a bola até chegar na defesa, quando os defensores precisam desarmar e entregar a bola aos meias.
"A pressão deve exercer-se sobre a bola, não sobre o jogador” - Joyan Cruyff
Mas Cruyff e Michels queriam mais. Eles queriam jogar também sem a bola. Eles queriam uma forma de se defender…já atacando. Daí nasceu o pressing, tão famoso pela Holanda de 1974, a “Laranja Mecânica”: nos momentos sem a bola, todo mundo - incluindo os atacantes - fechavam o espaço de campo onde o adversário estava com a bola, tirando todas as opções de jogo dele. Assim, o campo ficava menor, o desgaste era menor e o adversário ficava completamente perdido. Só restava a ele se livrar da bola.
Pule para o último dia de janeiro de 2018. O Tottenham construiu uma importante vitória usando do mesmo pressing pensado pela dupla holandesa: cortando as opções de passe e diminuindo o campo para que o United não tivesse tempo e espaço para tocar a bola. A imagem abaixo mostra bem como isso se deu: lateral vermelho com a bola, meias se aproximando e 6 jogadores do Tottenham com olhos e corpo virado para o lateral, vindo roubar. Como jogar assim?

O “segredo” do pressing é que a pressão é sobre a bola, não sobre o jogador. Por isso, é preciso que toda a equipe tenha uma noção de espaço mais complexa que simplesmente “ir marcar aquele jogador que tá com a bola”. Se alguém deixa de diminuir o campo e fechar o setor, o pressing logo se desmancha. E o pressing é variável também: na iniciação das jogadas, com o goleiro, o importante é cortar as opções de jogo para que o goleiro se livre da bola - o famoso chutão, como na imagem.

O Tottenham é uma das equipes que melhor usa o pressing para definir seu estilo, já que é a partir da recuperação de bola que os ataques são construídos, com infiltrações rápidas e que geram desequilíbrio no rival. Foi assim contra o United, passando tão rápido que era quase impossível que Jones pensasse direito naquele gol contra bizarro.

O pressing não é algo individual. Para acontecer, é preciso que o jogo - e seus jogadores, o técnico e quem vê a coisa acontecendo em campo - entenda que existem outras variáveis além do jogador: o espaço e o tempo. Por isso é tão difícil dele acontecer com frequência no Brasil, um país acostumado a ver as coisas pelo prisma individual. Por enquanto, o pressing permanece como um artifício de equipes de alto nível e pode decidir jogos - como esse clássico perdido por um United apático e um Tottenham que mordeu o tempo todo.
https://globoesporte.globo.com/blogs/painel-tatico/post/2018/02/01/o-massacre-do-tottenham-no-united-e-o-poder-do-pressing-no-futebol.ghtml

Pouco mais de 10 meses depois de fraturar a tíbia e a fíbula da perna direita em jogo pela seleção da Irlanda, Seamus Coleman voltou a atuar pelo Everton nesta quarta-feira. Recebido com um bandeirão pela torcida, o lateral-direito foi titular e jogou os 90 minutos da vitória por 2 a 1 sobre o Leicester.
- Seamus é um exemplo para todos neste clube, com a maneira que ele jogou com qualidade e aguentou os 90 minutos. Foi maravilhoso de ver - disse o técnico Sam Allardyce, que também elogiou a parceria entre Coleman e Walcott, autor dos dois gols da vitória.
Coleman, que voltou a treinar apenas no início do mês, já tinha disputado 58 minutos do jogo da equipe sub-23 na semana passada. Nesta quarta, o lateral atuou durante toda a partida e foi escolhido o homem do jogo pela torcida do Everton.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/irlandes-do-everton-volta-10-meses-apos-grave-lesao-e-titular-e-ganha-bandeirao.ghtml

Mesut Özil renovou o seu vínculo com por três anos e meio, dando fim às especulações levantavam uma possível saída dele dos Gunners.
Agora, com um salário semanal de R$ 1,5 milhão, o jogador de 29 anos se torna o atleta mais bem pago da história do Arsenal.
Özil poderia ter decidido deixar os Gunners desde o primeiro dia de 2018, quando ficou apto a conversar com outros clubes sobre uma possível transferência. No entanto, o Arsenal procurou o jogador rapidamente para deixar claro que pretendia continuar contando com o alemão.
Com a recente extensão, o meia pode completar oito anos como jogador dos Gunners. Depois de passar três temporadas no Real Madird, Özil chegou ao Arsenal em 2013 por 189,1 milhões - até então a maior transferência da história do clube londrino.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3935457/ozil-renova-e-se-torna-o-jogador-mais-bem-pago-da-historia-do-arsenal

A negociação entre Arsenal e Borussia Dortmund por Pierre-Emerick Aubameyang está, enfim, oficializada. Ambos os clubes oficializaram o negócio na manhã desta quarta-feira, no que se transformou na compra mais cara da história dos Gunners.
O Dortmund foi o primeiro a anunciar a transação e também divulgou o valor total da transferência. O Arsenal pagará em torno de 63,7 milhões de euros (R$ 237,8 milhões) pelo atacante em um contrato de cinco anos, valor recorde na história do clube.
Antes o negócio mais caro havia sido de Alexandre Lacazette, comprado do Olympique Lyon por 60 milhões de euros (R$ 236 milhões).
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3935270/aubameyang-e-confirmado-no-arsenal-e-se-torna-o-jogador-mais-caro-da-historia-do-clube

Nunca os clubes europeus gastaram tanto na janela de transferências de inverno. As equipes das cinco maiores ligas do continente (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália) investiram, juntas, €911 milhões (R$ 3,5 bilhões, na cotação atual) em contratações feitas apenas no mês de janeiro. É o maior valor dos últimos 10 anos para o período.
Não apenas isso. É mais que o dobro da média dos nove anos anteriores, que é de €375 milhões (R$ 1,4 bilhão). Os números são do site especializado Transfermarkt. No entanto, o montante ainda está longe da quantidade gasta na janela de verão. Entre julho e agosto de 2017, as mesmas ligas investiram €4,2 bilhões (R$ 16,5 bilhões).
A janela de inverno era vista como a chance para contratações pontuais. Aquela boa opção para o banco. Um bom reserva para concorrer com o titular que não está rendendo. Uma oportunidade de mercado. Mas não em 2018. Neste ano, alguns clubes realizaram grandes aquisições. E resolveram investir. Prova disso é que das 10 maiores transferências já realizadas no inverno europeu, cinco saíram na atual temporada. E justamente as cinco do topo: Philippe Coutinho, Van Dijk, Diego Costa, Laporte e Aubameyang.
As 10 maiores contratações da janela de inverno da história:

É bom lembrar que no caso do ex-atacante do Chelsea, que foi para o Atlético de Madrid, o negócio foi fechado no meio de 2017, mas o depósito do valor e a conclusão da transferência se deu somente neste mês. O Colchonero estava impedido de inscrever novos jogadores na janela de verão. Outro ponto a ressaltar: a troca entre Manchester United e Arsenal, com Alexis Sánchez nos Red Devils, e Mkhitaryan nos Gunners, não envolveu valores. Portanto, não entrou na lista.
O mês rendeu ainda a segunda maior contratação da história até o momento: Philippe Coutinho deixou o Liverpool e foi para o Barcelona por €120 milhões – mais €40 milhões variáveis podem levar o negócio aos €160 milhões (R$ 632 milhões). Os dois zagueiros mais caros do futebol também saíram em janeiro de 2018: Van Dijk, que deixou o Southampton e foi para o Liverpool, e Laporte, contratado pelo Manchester City junto ao Athletic Bilbao.
Antes de 2018, a maior transferência realizada em janeiro não foi de um clube europeu. Trata-se da ida de Oscar do Chelsea para o Shanghai SIPG, da China, no início de 2017, por € 60 milhões. Ressalta-se que o futebol chinês tem calendário anual, cuja temporada se inicia em março e vai até novembro. Até este ano, a contratação mais cara feita por um clube da Europa em janeiro foi a de Fernando Torres, pelo Chelsea, em 2011: €58,5 milhões pagos ao Liverpool.
As 10 maiores contratações da atual janela:

Ingleses dominam gastos
Os clubes ingleses dominam a lista dos maiores gastadores da atual janela. Desembolsaram €476 milhões (R$ 1,8 bilhão). O valor é superior a todo o investimento feito pelos times das cinco grandes ligas em sete dos últimos 10 anos. São seis clubes ingleses no Top-10 dos que mais investiram em janeiro de 2018: Liverpool, Manchester City, Arsenal, Chelsea, Everton e Tottenham. Por outro lado, o Barça é quem mais abriu o bolso, impulsionado pela aquisição de Coutinho.

Entre os 10 jogadores mais caros da janela de inverno deste ano, seis são de contratações feitas por equipes da Premier League: Van Dijk (Liverpool), Laporte (Manchester City), Aubameyang (Arsenal), Lucas (Tottenham) Ayew (Swansea) e Walcott (Everton).
Ajudada pela chegada de Coutinho no Barça, a Espanha vem em seguida, com €277 milhões (R$ 1 bilhão) investidos na janela de inverno que se encerrou. Vale ressaltar que o Real Madrid passou em branco. Nem perdeu, nem contratou jogadores. Os clubes de Alemanha (€73 milhões), França (€57 milhões) e Itália (€28 milhões) foram mais tímidos.

Os €911 milhões gastos em janeiro de 2018 superam em mais de €200 milhões o valor da janela de inverno anterior, que foi de €656 milhões. Entretanto, ainda não é possível dizer que os investimentos feitos nesse período alcançam ao do verão europeu. Só na última janela do meio do ano, entre julho e agosto, os clubes das cinco grandes ligas gastaram €4,2 bilhões (R$ 16,5 bilhões).

Gastos das cinco grandes ligas na última janela de verão:
Inglaterra: €1,58 bilhão
Itália: €832 milhões
França: €680 milhões
Alemanha: €617 milhões
Espanha: €556 milhões
Total: €4,265 bilhões
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/com-r-35-bilhoes-clubes-europeus-batem-recorde-de-gastos-na-janela-de-inverno.ghtml

O West Ham anunciou esta quinta-feira que suspendeu o diretor responsável pela contratação de jogadores, enquanto investiga queixas de que ele terá dito que o clube da Premier League não contratará mais futebolistas africanos.
De acordo com o jornal britânico Daily Mail, o diretor responsável pelo recrutamento do West Ham, Tony Henry, terá dado a conhecer essa nova política do clube no último sábado através de um email.
O West Ham, dos portugueses José Fonte e José Mário, abriu uma investigação a essa tomada de posição de Tony Henry e comunicou que "não tolerará qualquer tipo de discriminação".
Segundo o Daily Mail, Tony Henry disse que o clube do leste de Londres queria limitar o número de jogadores africanos porque "eles têm uma atitude má" e "causam o caos" quando não estão a jogar.
Tony Henry insistiu que a nova política do clube não tinha "nada contra a raça africana".
http://www.record.pt/internacional/paises/inglaterra/detalhe/diretor-do-west-ham-suspenso-por-discriminar-africanos.html

A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) confirmou nesta quinta-feira que abriu uma investigação contra o West Ham após um diretor responsável pelo recrutamento de jogadores para o clube ter declarado que a equipe londrina não pretende mais contratar jogadores africanos.
Tony Henry afirmou que as restrições ao recrutamento de atletas da África foi adotada pela diretoria do West Ham porque "eles têm uma atitude ruim" e "causam caos" quando não estão no time, de acordo com um e-mail enviado por ele e relatado pelo jornal
Daily Mail. Mas ele garantiu que a política adotada pelo clube não têm "nada contra a raça africana".
Após a publicação da reportagem, o West Ham anunciou que suspendeu Henry enquanto realiza "uma investigação completa", mas agora o clube e o dirigente também se tornaram alvos das autoridades do futebol da Inglaterra.
"O West Ham United não tolerará qualquer tipo de discriminação e, portanto, agiu rapidamente devido à natureza séria dessas afirmações", afirmou o clube do Leste de Londres em um comunicado. "A família West Ham United é inclusiva, independentemente do sexo, idade, habilidade, raça, religião ou oriental sexual, onde todos devem se sentir bem-vindos e incluídos".
Diante da decisão do West Ham de suspender o dirigente, o sindicato dos jogadores afirmou que a rapidez da decisão tomada pelo clube foi "encorajadora". "Nós confiamos que eles irão lidar com isso de acordo com a posição do futebol em todas as questões de igualdade e antirracismo", afirmou a associação.
O West Ham conta nesse momento com dois jogadores africanos no seu elenco: o atacante senegalês Cheikhou Kouyaté e o ganês André Ayew. E o jogador de Senegal fez uma publicação no Instagram após a polêmica envolvendo a diretoria. "Africano e orgulhoso", escreveu.
https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/futebol-internacional/2018/02/01/noticia_futebol_internacional,455700/fa-investiga-west-ham-apos-declaracao-de-dirigente-contra-africanos.shtml

O mercado de inverno do futebol europeu normalmente não é agitado como o do meio do ano. Apesar deste cenário, esta janela causou um verdadeiro estrondo no esporte, a ponto de mudar três nomes na seleção mais cara da história.
Para tal time, foram considerados os valores do site Transfermarkt, especializado em negócios do futebol, e uma formação 4-3-3.
A mudança mais impactante veio no meio de campo, com Philippe Coutinho entrando, após ser a segunda maior contratação da história. O Barcelona pagou 120 milhões de euros para tirá-lo do Liverpool – o negócio ainda pode subir para 160 milhões de euros devido a variáveis.
Além disso, o futebol inglês foi o responsável pelas outras duas mudanças ao determinar a nova dupla de zaga mais cara da história, já que o Liverpool pagou 78,8 milhões de euros por Virgil van Dijk, do Southampton, e o Manchester City desembolsou 65 milhões para quitar a multa rescisória de Aymeric Laporte, do Athletic Bilbao.
Dos quatro defensores da seleção, três são do City, sendo que no meio de 2017 o clube tornou Kyle Walker (51 milhões) e Benjamin Mendy (57,5 milhões) os líderes entre os laterais direito e esquerdo, respectivamente.
Vale mencionar ainda que John Stones, contratado pelo Manchester City no meio de 2016 por 55,6 milhões de euros, é o terceiro zagueiro mais caro. Além dele, David Luiz acabou ficando de fora do ‘time de ouro’. Já no meio, quem cedeu a vaga para Coutinho foi James Rodríguez.
Veja qual é o time mais caro da história do futebol:
Goleiro: Gianluigi Buffon saiu do Parma para a Juventus por 52,88 milhões de euros no meio de 2001.
Lateral direito: Kyle Walker saiu do Tottenham para o Manchester City por 51 milhões de euros no meio de 2017.
Zagueiro: Virgil van Dijk saiu do Southampton para o Liverpool por 78,8 milhões de euros no começo de 2018.
Zagueiro: Aymeric Laporte saiu do Athletic Bilbado para o Manchester City por 65 milhões de euros no começo de 2018.
Lateral esquerdo: Benjamin Mendy saiu do Monaco para o Manchester City por 57,5 milhões de euros no meio de 2017.
Meio-campista: Philippe Coutinho saiu do Liverpool para o Barcelona por 120 milhões de euros no começo de 2018.
Meio-campista: Paul Pogba saiu da Juventus para o Manchester United por 105 milhões de euros no meio de 2016.
Meio-campista: Zinedine Zidane saiu da Juventus para o Real Madrid por 77,5 milhões de euros no meio de 2001.
Atacante: Ousmane Dembélé foi do Borussia Dortmund ao Barcelona por 105 milhões de euros no meio de 2017.
Atacante: Neymar se transferiu do Barcelona para o Paris-Saint Germain por 222 milhões de euros no meio de 2017.
Atacante: Gareth Bale saiu do Tottenham por 101 milhões de euros ao Real Madrid no meio de 2013.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3938184/com-coutinho-e-zagueiros-mercado-de-inverno-muda-selecao-de-mais-caros-da-historia

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 02, 2018 11:10 am

Há pouco menos de três semanas, um árbitro surpreendeu o mundo do futebol ao tentar chutar um jogador. Nesta quinta, ele recebeu sua punição: a Federação Francesa de Futebol anunciou que Tony Chapron não apitará partidas pelos próximos três meses.
Na vitória do PSG sobre o Nantes por 1 a 0 pelo Campeonato Francês, o juiz tropeçou no brasileiro Diego Carlos e caiu no chão. Irritado, ele tentou um revide e ainda expulsou o atleta.
Chapron já havia pedido desculpas por suas ações, mas o gesto não foi o suficiente para evitar um “gancho”. Inicialmente, foi suspenso por seis meses, mas conseguiu a redução da pena pela metade.
O árbitro de 45 anos apita na primeira divisão francesa desde 2004 e já atuou em mais de 400 jogos. No início da temporada, ele havia anunciado que se aposentaria no final do campeonato, segundo publicou o jornal L'Équipe.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3942471/lembra-do-arbitro-que-chutou-brasileiro-no-campeonato-frances-veja-a-punicao-que-ele-levou

Há 15 dias, a Federação Italiana de Futebol divulgou os três candidatos que concorreriam à presidência da entidade que rege o futebol italiano: Damiano Tommasi, Cosimo Sibilia e Gabriele Gravina. Em novembro passado, o então presidente, Carlo Tavecchio, renunciou ao cargo uma semana após a eliminação da Itália na repescagem da Copa de 2018. No entanto, após votação realizada nesta segunda-feira, não houve escolha de candidato ao posto por conta da porcentagem de votos brancos: 59,09%.
Com esse número não é possível eleger nenhum dos nomes, já que a maioria absoluta (50% mais 1) não foi alcançada. Por ora, conforme divulgado no site oficial da Federação, o Comitê Olímpico da Itália assumirá o controle enquanto o impasse não é resolvido.
Foram três tentativas realizadas. Tommasi foi o menos votado, então Sibilia e Gravina participaram de um segundo turno, no qual o primeiro recebeu 1,85% dos votos e o segundo 39,06%. O total de votos brancos foi de 59,09%, o que não permite ao mais votado, Gravina, ocupar o cargo, pois não obteve mais que 50%. Uma nova eleição será feita em breve.
O futebol italiano está em crise, tanto em sua liga nacional, com clubes sem dinheiro e perda de grandes nomes para outros da Europa, quanto na seleção principal. A Itália foi eliminada pela Suécia na repescagem para a Copa de 2018 e ficou de fora da competição pela primeira vez após 60 anos. Em 2006 ganhou o título, mas nas duas edições passadas, em 2010 e 2014, foi eliminada na fase de grupos.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3930407/eleicao-nao-define-presidente-da-federacao-italiana-59-de-votos-brancos

Inglaterra supera os dois milhões em gasto:
http://www.record.pt/multimedia/infografias/detalhe/inglaterra-supera-os-dois-mil-milhoes-de-euros-em-gastos-numa-epoca-pela-primeira-vez.html

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, manifestou-se a sua preocupação acerca dos muitos milhões de euros que escapam ao sector do futebol através das comissões pagas a empresários nos períodos de transferências.
A janela de transferências terminou a 31 de janeiro com a Premier League a registar um recorde de transferências de 490 milhões de euros, dos quais 171 milhões de euros despendidos no último dia de mercado. Na última temporada, em 2016/17, as equipas do futebol inglês pagaram um recorde de 198 milhões de euros em comissões para empresários.
«Temos de atacar este assunto, as cortinas têm de se abrir. Estou muito preocupado com a enorme quantidade de dinheiro que está a fluir para fora da indústria do futebol. Estas transferências são cada vez maiores e não são feitas de forma aberta e limpa e levantam uma série de questões sobre o potencial uso indevido de fundos» destacou Infantino em declarações à BBC.
http://abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/714229

Muitos jogadores viram o mercado de inverno fechar sem que tivesse surgido uma oportunidade para prosseguir a carreira. Eis alguns futebolistas que estão livres e podem assinar por qualquer clube.

Evra/Defesa/36 anos
Sagna/Defesa/34 anos
Lescott/Defesa/35 anos
Tremoulinas/Defesa/32 anos
Siqueira/Defesa/31 anos
João Meira/Defesa/30 anos
Sílvio/Defesa/30 anos
Toulalan/Médio/34 anos
Josué/Médio/27 anos
Nasri/Médio/30 anos
Bruno Gama/Extremo/30 anos
Diego Capel/Extremo/29 anos
Nilmar/Avançado/33 anos
http://www.record.pt/multimedia/fotogalerias/detalhe/mercado-nao-trouxe-solucao-para-todos-ha-muitos-jogadores-livres-a-procura-de-clube.html#/0

Não há mais motivos para o Paris Saint-Germain se preocupar com o Fair Play Financeiro, informa nesta sexta-feira o jornal francês "Le Parisien". De acordo com o diário, a transferência de Lucas para o Tottenham, avaliada em € 25 milhões (R$ 98 milhões), faria o clube cumprir as exigências econômicas da Uefa, o que teria deixado os dirigentes do PSG mais tranquilos desde o fechamento do negócio.
Para fechar a conta, o PSG ainda considera a provável venda de Gonçalo Guedes, emprestado neste momento ao Valencia, e com um novo contrato de patrocínio. Afinal, o português vem fazendo grande temporada na Espanha, e o PSG entende que pode faturar ao menos € 35 milhões (R$ 138 milhões) ao negociá-lo em definitivo. Mas não descarta que esse valor possa chegar aos € 50 milhões (R$ 197 milhões).
Com relação ao patrocínio, a chegada de Neymar trouxe mais visibilidade ao clube, que entende que pode barbanhar números maiores que os atuais. Todas essas medidas servem como resposta à Uefa, que abriu uma investigação contra o clube após as contratações recordes de Neymar e Mbappé no meio do ano.
No dia derradeiro da janela de verão, o PSG contratou por empréstimo o atacante Mbappé, revelação do Monaco, com obrigação de compra em € 180 milhões (R$ 711 milhões na cotação atual) para justamente tentar burlar o FFP. No início de agosto, o clube já havia gastado € 222 milhões (R$ 877 milhões) em Neymar, no que virou a transação mais cara da história.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-frances/noticia/psg-se-ve-adequado-ao-fair-play-financeiro-apos-venda-de-lucas-diz-jornal.ghtml

O mercado de transferências já terminou nas principais ligas europeias, mas ainda existem mercados que se mantêm ativos por muito mais tempo, como é o caso do mercado ucraniano, que apenas termina a 2 de março.
Relativamente aos mercados russo e polaco, os russos têm o mercado em aberto até ao dia 22 de fevereiro, enquanto que no caso do mercado polaco, podem contratar até dia 28 do mesmo mês.
Quanto ao mercado chinês, que nos últimos anos tem movimentado transferências de valores exorbitantes, termina no final do mês de fevereiro.
Calendário dos principais fechos de mercado:
Áustria – 6 de fevereiro
China - 28 de fevereiro
Polónia – 28 de fevereiro
Roménia – 19 de fevereiro
Rússia – 22 de fevereiro
Ucrânia – 2 de março
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/714226

Você já deve ter visto uma promoção ou outra presenteando torcedores com ingressos. O Hertha Berlim resolveu entrar na onda e premiar um torcedor. Mas de um jeito marcante, o mais eternizado possível – e literalmente falando. Os alemães oferecerão a um felizardo uma tatuagem. O desenho estilizado traz o mapa de Berlim, a imagem do Estádio Olímpico e a bandeira do Hertha. O passe livre, no entanto, estará em outra bandeirinha ao lado: um código QR, que servirá como carnê de temporada ao ganhador – por todas as temporadas da vida, enquanto ele se dispuser a frequentar as arquibancadas. Ou seja, a tattoo será um ingresso vitalício. O direito à cadeira cativa estará gravado na pele.
“O candidato escolhido ganhará mais do que uma peça de arte singular, porque também estará tatuado um código. E esse código leva diretamente à felicidade! É um bilhete para todos os jogos da Bundesliga como mandante em Berlim – o carnê de temporada da sua vida!”, escreve o clube. O vencedor, todavia, não será apenas sorteado. Os interessados precisarão enviar uma carta, um vídeo ou o que for dizendo por que merece ter os portões abertos por todos os dias de sua vida. E será bacana acompanhar estes relatos, considerando o passado único do Hertha em meio à Berlim dividida.
A promoção suscita outras questões a se pensar. Para evitar a “falsificação” da tatuagem, o código não foi exibido no vídeo promocional. E fica a dúvida sobre como farão quando, um dia, a tecnologia tiver mudado. Até lá, muito provavelmente, o ganhador sequer precisará mostrar o braço, figura conhecida pelos funcionários do clube. Além disso, o Estádio Olímpico deve ficar como uma memória dentro de alguns anos. O Hertha planeja inaugurar um novo estádio em 2025, permitindo ao vencedor também carregar um símbolo da tradição e da história do clube – mas, logicamente, frequentando a nova arena.
http://trivela.uol.com.br/hertha-oferece-um-torcedor-tatuagem-que-servira-de-ingresso-para-o-resto-da-vida/

Bola da Final da LC 2017/18:
http://www.footyheadlines.com/2017/06/adidas-2018-champions-league-final-kiev-ball.html

Bola LC 2018/19:
http://www.footyheadlines.com/2017/11/all-new-adidas-2018-19-champions-league-ball.html

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 02, 2018 12:38 pm

Terça (06/02)

15:30 Paderborn x Bayern [ESPNBR / ESPNBRHD] (Copa da Alemanha)
15:30 Bourg Peronnas x Marseille [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Copa da França)
18:05 Sochaux x PSG [Fox Sports / Fox Sports HD] (Copa da França)

Quarta (07/02)

17:45 Schalke x Wolfsburg [ESPN / ESPNHD] (Copa da Alemanha)
17:45 Tottenham x Newport [ESPNBR / ESPNBRHD] (Copa da Inglaterra)
18:00 Montpellier x Lyon [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Copa da França)

Quinta (08/02)

18:00 Grenoble x Strasbourg [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Copa da França)

Quem quiser assistir pela internet:

http://www.tvonline.org/
http://tudotv.tv/
http://www.usagoals.com/football.html
http://gofirstrow.eu/sport/football.html
http://livetv.sx/en/allupcomingsports/1/
http://www.rojadirecta.me/

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Seg Fev 05, 2018 11:11 am

O nome de Harry Kane é sinónimo de golos nas últimas temporadas. O avançado inglês leva já 31 golos em 32 jogos em 17/18 e no empate contra o Liverpool (2x2) atingiu uma marca histórica no futebol inglês.
Harry Kane chegou aos 100 golos na Premier League e demorou apenas 141 jogos a atingir o feito. O avançado de 24 anos chegou a esse feito pelo Tottenham e ficou apenas atrás do mítico Alan Shearer.
O antigo internacional inglês precisou de 124 jogos para chegar aos 100 golos na Premier League, mas há aqui uma ressalva a fazer. A Premier League, neste formato que agora temos, começou em 1992/93. Portanto, desde essa temporada Alan Shearer precisou apenas de 124 jogos para atingir a centena de golos. Na globalidade, o antigo avançado inglês precisou de 213 jogos para atingir os 100 golos.
O avançado do Tottenham fica também à frente de Aguero, que precisou de 147 jogos para chegar à centena de golos e ainda de Thierry Henry (160 jogos) e Ian Wright (173).
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214386

Com a derrota do Sporting frente ao Estoril-Praia, o FC Porto vai terminar a jornada 21 da Liga NOS na liderança. Os dragões venceram o Braga por 3x1 e voltaram ao topo do campeonato, mesmo com 45 minutos por disputar ainda.
O feito dos dragões é ainda mais impressionante se virmos que agora a equipa de Sérgio Conceição está na liderança sem sofrer qualquer derrota nos 20 jogos que já disputou.
Se olharmos para as dez principais ligas da Europa, apenas uma outra equipa consegue fazer o mesmo feito que o FC Porto. Em  Espanha, o Barcelona também está na liderança do campeonato sem perder qualquer jogo na prova.
A equipa espanhola leva 18 vitórias e quatro empates nas 22 jornadas que já disputou no campeonato, enquanto o FC Porto tem 16 vitórias e quatro empates.
Se olharmos para alguns dos tubarões da Europa que estão na liderança das suas ligas, vemos a dimensão do feito alcançado pelo FC Porto até ao momento. O PSG, líder incontestado da Liga Francesa, já soma duas derrotas no campeonato e até o poderoso Manchester City, de Guardiola, já foi derrotado uma vez na Premier League.
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214385

Mais rápidos a chegar aos 100 golos na Premier League (n.º de jogos):
124 Shearer
141 Kane
147 Aguero
160 Henry
173 Wright
175 Fowler
178 Ferdinand
185 Cole
185 Owen
195 Hasselbaink
https://twitter.com/playmaker_PT/status/960491632578781184

Equipas invictas nas Top-10 Ligas Europeias:
FC Porto 16V, 4E, 49-10 Golos +39
FC Barcelona 18, 4E, 60-11 Golos +49
https://twitter.com/playmaker_PT/status/960241630442938368

O médio belga Marouane Fellaini foi operado ao joelho e irá ficar arredado da competição até março.
«Foi operado hoje de manhã. Não é o fim da época para ele, longe disso. Foi uma pequena intervenção ao seu menisco exterior. Penso que estará de regresso no fim de março», clarificou Mourinho.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/714470

Neste sábado, Neymar fez um gol de falta, na vitória por 3 a 0 do PSG sobre o Lille. Nos 349 gols anteriores de sua carreira, o brasileiro já fez de cabeça, de fora da área, com a perna esquerda, direita, de pênalti. De várias maneiras diferentes. No entanto, após atingir a marca de 350 gols, o atacante confessou que ainda falta um tipo de gol para que ele fique feliz:
– (Falta) Fazer um de bicicleta, ainda falta. Quem sabe faço um por aí – declarou Neymar, em entrevista na zona mista após o triunfo do PSG.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-frances/noticia/neymar-comemora-350-gols-na-carreira-e-diz-falta-um-de-bicicleta.ghtml

Kyliam Mbappé, do PSG, parece não ter limites para o desenvolvimento do seu talento no futebol. O atacante francês já soma impressionantes 15 gols e 13 assistências na temporada 2017/18, somando todas as competições, e é quem mais balançou a rede entre os sub-21 nas cinco principais ligas europeias (Alemanha, Inglaterra, França, Itália, e Espanha). Gabriel Jesus, que marcou dez gols no total e está lesionado, divide a segunda posição com outros dois jogadores: Marcus Rashford, do Manchester United, e o jamaicano Leon Bailey, do Bayer Leverkusen. Patrick Cutrone, do Milan, completa o top-5, com nove gols marcados, e Malcom, brasileiro do Bordeaux, é o sexto, com oito, ao lado de Mikel Oyarzabal, da Real Sociedad, e Marco Richter, do Augsburg.
O também brasileiro Richarlison, autor de cinco gols e quatro assistências na Premier Lieague, é, entre os jogadores sub-21 das cinco maiores ligas europeias, o atacante que mais tempo atuou até agora e o quinto colocado no total. São, ao todo, 2464 minutos em toda a temporada. No geral, quem soma mais tempo em campo é o goleiro Donnarumma, do Milan, com 2746, seguido pelo lateral Lucas Tousart, do Lyon, pelo goleiro Alban Lafont, do Toulouse e pelo defensor Nordi Mukiele, do Montpellier.
Na média de gols por 90 minutos, surpreende o desempenho do polonês Dawid Kownacki, da Sampdoria, que balancou a rede seis vezes em apenas 341 minutos jogados, média de 1,2. Ele tem apenas 20 anos, é centroavante e já foi chamado em seu país de "novo Lewandowski". É estrela na seleção sub-21, mas ainda não estreou na principal.
A lista, elaborada pelo blog, analisa apenas jogadores nascidos de 1997 para cá. Por isso a ausência de nomes como Timo Werner, do RB Leipzig.
https://globoesporte.globo.com/blogs/na-base-da-bola/post/2018/02/02/mbappe-e-o-artilheiro-sub-21-entre-as-top-5-ligas-europeias-gabriel-jesus-e-o-vice.ghtml

A conturbada saída de Neymar ainda não foi esquecida pelos dirigentes do Barcelona. O vice-presidente do clube, Jordi Mestre, criticou a postura do jogador e seu pai na negociação e colocou em sua responsabilidade o aumento nos gastos no mercado.
Neymar deixou o Barça em agosto quando o Paris Saint-Germain pagou sua rescisão contratual, o transformando no jogador mais caro da história do futebol em uma transferência de 222 milhões de euros (R$ 893,1 milhões).
Como consequência desta negociação, o clube catalão se viu na obrigação de ir ao mercado repor a perda, e teve de gastar muito mais do que o arrecadado no brasileiro. Sabendo do alto poder de compra, as pedidas foram acima do normal e o Barça se viu sem opções a não ser aceitar.
Ousmane Dembélé veio primeiro após ser liberado pelo Borussia Dortmund por 105 milhões de euros (R$ 422,6 milhões), podendo chegar a 145 milhões (R$ 583,5 milhões) com cláusulas. Nesta janela foi a vez de Philippe Coutinho chegar até a 166 milhões de euros (R$ 668,1 milhões).
Mestre disse que as cifras chegaram a níveis tão altos porque Neymar não foi honesto com o clube, e preferiu “brincar de gato e rato” com o Barça.
“O que me machucou mais foi do que jeito que aconteceu”, disse ao diário Sport. “Nós todos estávamos em viagem conversando com ele e seu pai, e eles não foram transparentes”.
“Se ele viesse para nós e falasse que queria ir embora, como fizeram Fábregas, Pedro, Alexis Sánchez e Mascherano, nós teríamos chego a um acordo.
“O que não pode ser feito é tumultuar tudo. Ele brincou de gato e rato conosco. Não nos disse nada. Se tivesse feito, PSG teria contratado ele por menos dinheiro e também nos custaria menos para assinar com as reposições também”.
“O comportamento de Neymar criou uma inflação no mercado. Teríamos economizado bastante dinheiro e repercussão na mídia”, falou.
Ao perceber a situação, o Barcelona decidiu não ativar a cláusula obrigatória que determinava um bônus ao jogador caso chegasse a uma renovação contratual com o clube até o final de 2016.
Em agosto, Neymar acionou a Fifa alegando o não-pagamento do bônus e deu seu depoimento ao tribunal na última semana, exigindo o depósito de 26 milhões de euros (R$ 104,7 milhões).
A resposta do Barcelona veio em seguida, processando o PSG por quebra de contrato.
“Chegou a um ponto em que vimos para onde as coisas estavam indo, então dissemos a ele que não pagaríamos o bônus de sua renovação contratual”.
“Estou convencido de que é por causa disso que ele não revelou mais nada [porque queria o bônus]. E eu fico irritado sobre isso. Agora vamos ao tribunal e o juiz decidirá”.
Apesar da irritação, Mestre entende que o desejo de Neymar em deixar o Barcelona era válido. O dirigente concorda com a ideia de que o brasileiro nunca seria a estrela da equipe enquanto Messi estivesse jogando.
“Neymar viu que ele nunca seria o número um enquanto Messi estivesse no Barcelona”, disse.
“E evidentemente, existe apenas um Messi. Ele percebeu que para atingir esse patamar no mundo teria que deixar o Barça e acho bastante justo que ele pense assim”, concluiu.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3953929/vice-do-barca-culpa-neymar-por-inflacionar-o-mercado-gastariamos-menos-com-reposicoes

O Barcelona fez história: pela primeira vez terminou a 22.ª jornada da Liga Espanhola sem derrotas.
O seu anterior máximo datava de 2009/10, orientado por Guardiola - 21 jogos sem perder.
https://twitter.com/playmaker_PT/status/960501934716346368

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Seg Fev 05, 2018 2:21 pm

Oficial: Alterações nos plantéis da Champions League confirmadas

Barcelona
Entram: José Arnaiz, David Costas, Yerry Mina
Saem: Gerard Deulofeu, Javier Mascherano, Rafinha, Arda Turan

Basileia
Entram: Fabian Frei, Léo Lacroix, Valentin Stocker
Saem: Manuel Akanji, Alexander Fransson, Omar Gaber, Cédric Itten, Dereck Kutesa, Dominik Schmid, Renato Steffen

Bayern Munique
Entram: Manuel Neuer, Sandro Wagner, Kwasi Okyere Wriedt
Sai: Marco Friedl

Beşiktaş
Entram: Cyle Larin, Vágner Love, Domagoj Vida
Saem: Orkan Çınar, Şiyar Kepir, Matej Mitrović, Cenk Tosun

Chelsea
Entram: Ross Barkley, Olivier Giroud, Emerson Palmieri
Saem: Jake Clarke-Salter, Michy Batshuayi, Kenedy, Charly Musonda

Juventus
Entra: Stephan Lichtsteiner
Sai: Benedikt Höwedes

Liverpool
Entram: Nathaniel Clyne, Danny Ings, Virgil van Dijk
Saem: Philippe Coutinho, Jon Flanagan, Marko Grujić, Daniel Sturridge

Manchester City
Entram: Aymeric Laporte, Oleksandr Zinchenko
Saem: Jacob Davenport, Eliaquim Mangala, Charlie Oliver

Manchester United
Entra: Alexis Sánchez
Saem: Henrikh Mkhitaryan, James Wilson

Paris Saint-Germain
Entra: Lassana Diarra
Saem: Rémy Descamps, Moussa Diaby, Alec Georgen, Lucas Moura

Porto
Entram: Yordan Osório, Gonçalo Paciência, Majeed Waris
Saem: João Costa, Jorge Fernandes, Hernâni, Miguel Layún, Rúben Macedo, Federico Varela

Real Madrid
Entram: nada a assinalar
Saem: nada a assinalar

Roma
Entram: nada a assinalar
Saem: Héctor Moreno, Abdullahi Nura

Sevilha
Entram: Guilherme Arana, Roque Mesa, Sandro Ramírez
Saem: Ganso, Michael Krohn-Dehli, Borja Lasso, Walter Montoya

Shakhtar Donetsk
Entram: Dodô, Ruslan Fomin, Vyacheslav Tankovskiy
Sai: Marcio Azevedo

Tottenham Hotspur
Entram: Érik Lamela, Lucas Moura
Saem: Juan Foyth, Georges-Kévin N'Koudou
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/index.html#/iv/article/2534527

Oficial: Plantéis da Europa League para a fase a eliminar

AEK Atenas
Entram: Vasilios Barkas, Vasilios Lambropoulos, Masoud Shojaei
Saem: Giannis Anestis, Patito Rodríguez, Arnór Ingvi Traustason, Andreas Vlachomitros

Arsenal
Entram: Santi Cazorla, Konstantinos Mavropanos, Henrikh Mkhitaryan
Saem: Chuba Akpom, Krystian Bielik, Francis Coquelin, Mathieu Debuchy, Olivier Giroud, Marcus McGuane, Tafari Moore, Julio Pleguezuelo, Jeff Reine-Adélaïde, Alexis Sánchez, Ben Sheaf, Theo Walcott

Astana
Entram: Yuriy Pertsukh, Baktiyor Zainutdinov, Marko Stanojević
Saem: Askhat Tagybergen, Junior Kabananga

Atalanta
Entram: Musa Barrow, Dejan Kulusevski, Luca Rizzo
Saem: Jasmin Kurtič, Riccardo Orsolini, Luca Vido

Athletic Club
Entram: Unai Bilbao
Saem: Eneko Bóveda, Aymeric Laporte

Atlético Madrid
Entram: Diego Costa, Vitolo
Saem: Augusto Fernández, Luciano Vietto

Braga
Entram: Wilson Eduardo, Diogo Figueiras, Andrej Lukić,
Saem: Ricardo Ferreira, Fransérgio, André Moreira

Celtic
Entram: Scott Bain, Jack Hendry, Charly Musonda
Saem: Kundai Benyu, Jonathan Hayes, Conor Hazard, Liam Henderson, Regan Hendry, Mark Hill, Jamie McCart, Erik Sviatchenko

Estrela Vermelha
Entram: El Fardou Ben Nabouhane, Stefan Hajdin
Saem: Filip Bainović, Ricardinho

CSKA Moscovo
Entram: Kristijan Bistrović, Ahmed Musa
Saem: nada a assinalar

Dortmund
Entram: Michy Batshuayi, Marco Reus, Jadon Sancho
Saem: Pierre-Emerick Aubameyang, Eike Bansen, Marc Bartra, Jacob Bruun Larsen, Till Schumacher, Janni-Luca Serra, Neven Subotić

Dínamo Kiev
Entram: Dmytro Khlyobas, Artem Shabanov, Carlos Zambrano
Saem: Maxym Koval, Artem Kravets, Domagoj Vida

FCSB
Entram: Valerică Găman, Eduard Stăncioiu, Cristian Tănase
Saem: William de Amorim, Cătălin Golofca, Florin Niță

Copenhaga
Entram: Viktor Fischer, Erik Johansson, Robert Skov,
Saem: Danny Amankwaa, Tom Høgli, Kasper Kusk, Martin Pušić, Benjamin Verbič,

Lázio
Entram: Martín Cáceres
Saem: Davide Paglia, Simone Palombi, Ivan Vargić

RB Leipzig
Entram: Fabio Coltorti, Philipp Köhn
Saem: Marvin Compper, Marcel Halstenberg, Nicolas Kühn

Lokomotiv Moscovo
Entram: nada a assinalar
Saem: Timofei Margasov, Delvin N'Dinga

Ludogorets
Entram: Jakub Świerczok
Saem: João Paulo, Daniel Naumov

Lyon
Entram: Oumar Solet
Saem: Alan Dzabana, Clément Grenier, Dylan Mboumbouni

Marselha
Entram: Henri Bedimo, Romain Cagnon
Saem: Dória, Tomáš Hubočan, Christian Madede

Milan
Entram: nada a assinalar
Saem: Gabriel Paletta, Niccolo Zanellato

Nápoles
Entram: Zinédine Machach, Lorenzo Tonelli
Saem: Emanuele Giaccherini, Nikola Maksimović

Nice
Entram: Mickaël Le Bihan, Ihsan Sacko
Saem: Vincent Koziello, Gautier Lloris, Wesley Sneijder, Rémi Walter

Östersund
Entram: Dino Islamovic, Noah Sonko Sundberg, Tesfaldet Tekie
Saem: Fouad Bachirou, Tim Björkström, Gabriel Somi

Partizan
Entram: Slobodan Urošević, Saša Zdjelar
Saem: Petar Djuričković, Everton Bilher, Filip Kljajić, Theo Solomon

Plzeň
Entram: Tomáš Chorý
Saem: Jan Baránek, Petr Bolek, Jakub Řezníček, Filip Vacovský

Real Sociedad
Entram: Jon Guridi, Héctor Moreno, Luca Sangalli
Saem: Iñigo Martínez, Martín Merquelanz, Pablo Sisniega, Carlos Vela

Salzburgo
Entram: Enock Mwepu, André Ramalho, Dominik Szoboszlai
Saem: David Atanga, Paulo Miranda, Marc Rzatkowski, Stefan Stangl, Samuel Tetteh

Spartak Moscovo
Entram: Sofiane Hanni, Igor Leontiev
Saem: Georgi Dzhikiya, Artem Samsonov

Sporting CP
Entram: Fredy Montero, Rúben Ribeiro, Bryan Ruiz
Saem: Gelson Dala, Mattheus Oliveira, Tobias Figueiredo, Iuri Medeiros, Alan Ruiz, Jonathan Silva

Villarreal
Entram: Salem al-Dawsari, Javi Fuego, Roger Martínez
Saem: Cédric Bakambu, Juan Fernández, Diego Lázaro

Zenit
Entram: Egor Baburin, Ilya Skrobotov, Anton Zabolotni
Saem: Artem Dzyuba, Maksim Karpov, Ivan Novoseltsev, Maksim Rudakov
http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/index.html#/iv/article/2533113

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Ter Fev 06, 2018 11:16 am

Grande parte das pessoas que trabalha com futebol na Inglaterra já reclamou da ausência de uma pausa de inverno no fim do ano, momento em que os ingleses na verdade intensificam o seu calendário enquanto as outras principais ligas descansam. Em breve, provavelmente elas não terão mais do que reclamar porque as conversas para a introdução de um período sem jogos em janeiro estão cada vez mais fortes.
Segundo o jornal The Times, a Premier League avisou as emissoras interessadas em adquirir o próximo contrato de televisão, de 2019 a 2022, que uma pausa de inverno pode ser introduzida já nesse período. A Sky Sports e a BT Sport atualmente são as detentoras dos direitos de transmissão, pelos quais pagaram a bagatela de £ 5,14 bilhões, e são as favoritas para continuar transmitindo os principais jogos da Inglaterra.
Esse alerta reportado pelo The Times é a primeira indicação tangível da Premier League na direção de uma pausa de inverno, após anos de engravatados afirmando que a possibilidade estava sendo considerada, mas sem nada ter sido efetivamente feito. Em julho de 2016, por exemplo, o presidente da liga afirmou que “não era contra”, e que havia uma “inclinação a tornar isso realidade”, mas que nada poderia ser feito durante a vigência do atual contrato de direitos de transmissão.
Quem adora as tradicionais datas de Natal e Ano Novo do futebol inglês não precisa se preocupar. De acordo com o Times, a ideia é não mexer com elas, mas introduzir duas semanas de férias em janeiro, depois da terceira rodada da Copa da Inglaterra, que costuma ser realizada no primeiro fim de semana do ano. E, para isso, as outras duas partes envolvidas na negociação, a Federação Inglesa e a Football League, abririam mão de alguma coisa.
A Federação Inglesa está preparada para abolir o replay em mais uma rodada da Copa da Inglaterra, como fez com as quartas de final, dois anos atrás. Segundo o jornal, existe uma cláusula nos acordos de televisão doméstico (até 2021) e internacional (até 2024) que permite à entidade retirar um dos jogos desempate, sofrendo uma multa financeira “modesta”. A ideia de tornar a FA Cup uma competição de meio de semana por enquanto encontra resistência da Federação Inglesa, que a vende com a obrigação da manutenção de jogos em sábados e domingos.
Mas um replay abolido já abriria uma data de meio de semana para jogos da Premier League. Outra data viria do fim dos jogos de ida e volta das semifinais da Copa da Liga Inglesa, organizada pela Football League. No entanto, as ligas administradas por ela (Championship, League One e League Two) não teriam a pausa de inverno porque todas as datas são necessárias para a realização das suas 46 rodadas.
Em um comunicado para o Times e para a BBC, que descreve as discussões como “em duração há meses e construtivas”, a Premier League confirmou, com uma boa dose de diplomacia e corporativês, que o assunto está em pauta:
“A Premier League tem estado discutindo com a Federação Inglesa e com a Football League (responsável pela segunda, terceira e quarta divisões) por meses em relação aos desafios do cada vez mais congestionado calendário do futebol inglês e maneiras em que podemos trabalhar juntos para aliviar esse inchaço e dar aos jogadores uma pausa de meio de temporada. Se pudermos encontrar espaço no calendário, estamos abertos, em princípio, e continuaremos com construtivas discussões com nossos acionistas do futebol em busca de uma solução aceitável”.
Os resultados da venda do próximo contrato da Premier League deve se tornar público semana que vem e, provavelmente, a essa altura, saberemos mais sobre a proposta de uma pausa de inverno. Mas, em um futebol que exige cada vez mais fisicamente dos seus atores, não introduzi-la é um anacronismo que provavelmente não se sustentará por muito mais tempo.
http://trivela.uol.com.br/premier-league-avisa-emissoras-que-uma-pausa-de-inverno-esta-chegando-a-inglaterra/

Que Neymar é o jogador de futebol mais bem pago da França, isso não é novidade. Mas o jornal "L'Équipe" fez um levantamento dos maiores salários do Campeonato Francês e mostrou que tem outros brasileiros faturando bastante no país. No top 30, por exemplo, são cinco: Thiago Silva, Marquinhos, Dani Alves e Luiz Gustavo se juntam ao camisa 10 do Paris Saint-Germain.
O cálculo feito pelo jornal leva em consideração apenas o salário bruto. Ou seja, valores de direitos de imagem e eventuais premiações, ainda que previstos em contrato, são descartados.
Com vencimentos que superam a casa dos €3 milhões (R$ 12,1 milhões), Neymar recebe duas vezes mais que os companheiros de ataque Cavani e Mbappé, com salários de €1,5 milhão cada. O Paris Saint-Germain, aliás, tem nove dos 10 jogadores mais bem pagos da Ligue 1. Falcao García, do Monaco (com salário de €750 mil), é o intruso no top 10.
Confira os 30 maiores salários (em euros) do Campeonato Francês:
Neymar (PSG) - 3,067 milhões
Cavani (PSG) - 1,54 milhão
Mbappé (PSG) - 1,5 milhão
Thiago Silva (PSG) - 1,33 milhão
Di María (PSG) - 1,12 milhão
Marquinhos (PSG) - 1,12 milhão
Thiago Motta (PSG) - 875 mil
Pastore (PSG) - 770 mil
Falcao (Monaco) - 750 mil
Dani Alves (PSG) - 700 mil
Draxler (PSG) - 600 mil
Verratti (PSG) - 600 mil
Ben Arfa (PSG) - 500 mil
Payet (Olympique) - 500 mil
Luiz Gustavo (Olympique) - 500 mil
Balotelli (Nice) - 450 mil
Thauvin (Olympique) - 410 mil
Mandanda (Olympique) - 350 mil
João Moutinho (Monaco) - 350 mil
Mariano Diaz (Lyon) - 350 mil
Depay (Lyon) - 350 mil
Keyta Baldé (Monaco) - 340 mil
Mitroglou (Olympique) - 330 mil
Germain (Olympique) - 300 mil
Rami (Olympique) - 300 mil
Fekir (Lyon) - 300 mil
Bertrand Traoré (Lyon) - 300 mil
Glik (Monaco) - 290 mil
Jovetic (Monaco) - 280 mil
Meunier (PSG) - 260 mil
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-frances/noticia/jornal-com-neymar-na-ponta-top-30-de-salarios-no-frances-tem-cinco-brasileiros.ghtml

O zagueiro do Atlético de Madrid, Diego Godín, treinará separado do restante da equipe para evitar qualquer contato físico e se recuperar da cirurgia de reconstrução maxilar, realizada na manhã desta segunda-feira, 05. O uruguaio perdeu três dentes e foi examinado por um buco-maxilo-facial, após vitória do Atlético sobre o Valencia, no último domingo, 04.
O capitão do Atlético se chocou com o goleiro brasileiro Neto, do Valencia, no segundo tempo da partida e precisou ser substituído. Ele foi diagnosticado com um forte traumatismo facial, além de perder três dentes do maxilar superior.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/apos-perder-tres-dentes-diego-godin-treinara-separado-do-elenco.ghtml

O Real Madrid terá o desfalque de Carvajal na lateral direita na partida de ida contra o Paris Saint-Germain, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. A Uefa não aceitou o recurso do clube merengue, que tentava reduzir a suspensão de dois jogos imposta ao jogador por forçar cartão na goleada sobre o Apoel durante primeira fase da competição continental. Como já cumpriu um jogo de punição, no duelo contra o Borussia Dortmund, ele ainda perderá uma partida do mata-mata.
O lateral espanhol recebeu o amarelo por fazer cera aos 45 minutos do segundo tempo, mesmo com os merengues vencendo o jogo por 6 a 0. Assim, esperava desfalcar o Real diante do Borussia Dortmund, em jogo que não valia muita coisa para a fase de grupos, e entrar zerado de cartões no mata-mata.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/uefa-nao-aceita-recurso-e-carvajal-desfalca-real-contra-o-psg-por-forcar-cartao.ghtml

Diego Godín, central de 31 anos, e Savic, também central, irão desfalcar o Atlético Madrid nas próximas três semanas, pelo que deverão falhar a eliminatória do emblema espanhol nos 16avos de final da Liga Europa, diante do Copenhaga, da Dinamarca.
Godín foi forçado a uma intervenção cirúrgica para corrigir o traumatismo facial e as fraturas múltiplas na boca, após o choque com o guarda-redes do Valência, Neto.
Por outro lado, Savic contraiu uma pequena rotura muscular na coxa esquerda e estará também ausente durante cerca de um mês.
https://www.abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/714688

Gerard Piqué, defesa-central do Barcelona, terminou o derby com o Espanhol com problemas físicos que o podem afastar dos relvados durante, pelo menos, um mês.
Segundo o jornal AS, o internacional espanhol realizou exames médicos que revelaram uma lesão no ligamento lateral externo do joelho, problema que poderá levar a uma recuperação de cerca quatro semanas.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/714699

Em junho do ano passado, o Real Madrid conquistou seu 12º título da Liga dos Campeões da Europa, em Cardiff, no País de Gales, com uma goleada por 4 a 1 sobre a Juventus. A partida, porém, foi bastante disputada na primeira etapa, que terminou empatada. No segundo tempo, no entanto, o clube espanhol voltou melhor e chegou à goleada com gols de Casemiro, Cristiano Ronaldo e Marco Asensio. Nesta terça-feira, o Real Madrid relembrou aquela noite histórica e exibiu imagens inéditas da palestra do técnico Zinedine Zidane no intervalo.
O treinador francês deixou seus atletas conversando durante os primeiros sete minutos de intervalo. “Há espaço, temos de ter paciência. E cuidado atrás”, afirma o lateral brasileiro Marcelo. Os jogadores passam a maior parte do tempo em silêncio, até o início do discurso de Zidane:
“É uma final, sabemos que é um jogo difícil também para eles. O mais importante para nós e sermos mais agressivos na defesa. Não agressivos para receber cartões, mas para chegar a tempo, devemos estar mais próximo dos adversários e sermos mais agressivos quando não temos a bola”, afirma o francês, em tom sereno.
Zidane ressalta que a Juventus atuava num sistema 4-4-2, com Daniel Alves e Mandzukic muito ofensivos. “Temos de fazer eles recuarem mais. (…) Quando estivermos com a bola, paciência, mas devemos jogar mais rápido e pelas pontas, com Marcelo e Dani (Carvajal) mais ofensivos.” Os gols de Cristiano e Asensio, de fato, saíram de jogadas pela lateral.
“Temos de ter um pouco mais de amplitude e ritmo, mas não pelo centro, de um lado ao outro”, diz. “É uma final, temos de sofrer”, completa Zidane, antes de ser aplaudido pelos atletas. O Real Madrid também divulgou imagens da visita do rei emérito da Espanha, Juan Carlos, torcedor ilustre do Real Madrid, ao vestiário, após a conquista. O antigo monarca, que abdicou ao trono em 2014, teve uma animada conversa com Cristiano Ronaldo.
https://veja.abril.com.br/placar/as-palavras-de-zidane-que-mudaram-a-final-da-liga-dos-campeoes/

A agência de marketing IMG iniciou um processo de concorrência para a venda da Liga Italiana para Tvs do Brasil. A informação foi publicada pelo UOL Esporte, por Rodrigo Mattos. As principais emissoras brasileiras para um encontro no final de janeiro para apresentar o pacote da competição a partir do próximo campeonato.
A IMG, que é responsável também pela concorrência da Libertadores, comprou em 2017 os direitos da Liga Italiana para o exterior por € 371 milhões (R$ 1,5 bilhão) por quatro anos. A partir daí, houve uma remodelagem na cara da competição para ser vendida no exterior.
Haverá um impacto na tela com a IMG assumindo a produção das imagens. Melhora portanto aentrega de conteúdo com gráficos, entrevistas e pacotes de melhores momentos.
DO ponto de vista da competição, as Tvs brasileiras entendem que há vantagens como o pequeno número de rodadas no meio de semana e os horários que ajudam as grades do final de semana.
Assim, emissoras como ESPN, FOX Sports, Esporte Interativo e SporTV vão analisar os pacotes.
http://www.esporteemidia.com/2018/02/espn-fox-sports-esporte-interativo-e.html

Nem sempre todo o conteúdo acessível na internet é de confiança e pode ser levado em consideração. Exemplo disso é o que aconteceu com o FK Panevezys, clube de futebol da segunda divisão da Lituânia . De acordo com o jornal The Sun , empolgados com a nova contratação da equipe, usaram como base dados disponíveis no Wikipédia, uma enciclopédia online e colaborativa.
O clube anunciou a contratação do angolano Barkley Miguel-Panzo, que no site, aparecia como ex-jogador do Queens Park Rangers, com 45 gols em 36 jogos. Além disso, segundo as informações da página do atleta no Wikipédia, ele teria ainda defendido a seleção da Angola, com três partidas na fase classificatória para a Taça das Nações Africanas.
No entanto, nada disso seria verdade. Barkley nunca atuou pelo inglês Queens Park Rangers e nem mesmo pela seleção nacional de futebol. Ele foi jogador do US Orleans, mas apenas como reservas e não tendo seis gols em 21 partidas como informava a página.
Ainda assim, as falsas informações só foram descobertas quando o contrato já havia sido assinado e nada mais poderia ser feito. Barkley Miguel-Panzo é agora um jogador da equipe do FK Panevezys e vai atuar na Lituânia.
Versão do clube
Em seu site oficial, o FK Panevezys justificou as notícias e a chegada do atleta. "O treinador Kurtianu afirmou que B. Panzo, deixou a impressão de um jogador de futebol que tem a capacidade universal de jogar como meio-campista e atacante. Queremos indicar que o contrato do jogador baseou-se em suas habilidades demonstradas dentro de campo, em treinamento e partidas, e não nas descrições da Wikipédia. O clube pede desculpas pelo aparecimento de informações incorretas no site do FK Panevezys", afirmou o clube.
http://esporte.ig.com.br/futebol/internacional/2018-02-07/clube-lituania-wikipedia.html

Jonas é o goleador dos principais campeonatos europeus:
https://twitter.com/playmaker_PT/status/960922464808325120

Vormer é o jogador com mais passes para golo nas 10 principais Ligas europeias:
https://twitter.com/playmaker_PT/status/960932009265844225


Última edição por Inumano83 em Qua Fev 07, 2018 8:00 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 07, 2018 8:41 am

Sexta (09/02)

17:30 Leipzig x Augsburg [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Campeonato Alemão)
17:45 Fiorentina x Juventus [ESPNBR / ESPNBRHD] [RAI] (Campeonato Italiano)
17:45 St-Étienne x Marseille [SporTV2 / SporTV2 HD] [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Francês)

Sábado (10/02)

10:00 Villarreal x Alaves [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
10:30 Tottenham x Arsenal [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Inglês)
12:00 SPAL x Milan [RAI] (Campeonato Italiano)
12:30 Dortmund x Hamburgo [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Campeonato Alemão)
12:30 Leverkusen x Hertha [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Alemão)
13:00 Everton x Crystal Palace [ESPN Extra] (Campeonato Inglês)
13:15 Malaga x Atlético [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
14:00 Rio Ave x Marítimo [Bandsports / Bandsports HD] (Campeonato Português)
14:00 Toulouse x PSG [SporTV / SporTV HD] [ESPNBR / ESPNBRHD] [TV5] (Campeonato Francês)
15:00 Crotone x Atalanta [RAI] (Campeonato Italiano)
15:30 Bayern x Schalke [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Alemão)
15:30 Man. City x Leicester [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Inglês)
17:00 Angers x Monaco [SporTV2 / SporTV2 HD] (Campeonato Francês)
17:45 Real Madrid x Real Sociedad [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
17:45 Napoli x Lazio [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] [RAI] (Campeonato Italiano)
18:30 Portimonense x Benfica [ESPN / ESPNHD] [RTP] [SIC] (Campeonato Português)

Domingo (11/02)

09:00 Sevilla x Girona [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Espanhol)
09:30 Sassuolo x Cagliari [RAI] (Campeonato Italiano)
12:00 Internazionale x Bologna [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] [RAI] (Campeonato Italiano)
12:00 Parma x Perugia [Bandsports / Bandsports HD] (2ª Divisão Campeonato Italiano)
12:00 Strasbourg x Troyes [SporTV / SporTV HD] (Campeonato Francês)
12:15 Newcastle x Man. United [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Inglês)
12:30 Stuttgart x Monchengladbach [ESPN Extra] (Campeonato Alemão)
13:15 Barcelona x Getafe [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Espanhol)
14:00 Nantes x Lille [SporTV / SporTV HD] (Campeonato Francês)
14:00 Chaves x Porto [Bandsports / Bandsports HD] (Campeonato Português)
14:30 Southampton x Liverpool [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Inglês)
15:00 Bremen x Wolfsburg [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Campeonato Alemão)
15:30 Celta x Espanyol [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
17:45 Valencia x Levante [ESPN+] (Campeonato Espanhol)
17:45 Roma x Benevento [ESPNBR / ESPNBRHD] [RAI] (Campeonato Italiano)
18:00 Lyon x Rennes [SporTV / SporTV HD] (Campeonato Francês)

Segunda (12/02)

18:00 Chelsea x West Bromwich [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Inglês)

Quem quiser assistir pela internet:

http://www.tvonline.org/
http://tudotv.tv/
http://www.usagoals.com/football.html
http://gofirstrow.eu/sport/football.html
http://livetv.sx/en/allupcomingsports/1/
http://www.rojadirecta.me/

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 08, 2018 10:50 am

Mais de 4,5 mil pessoas, entre elas ex-jogadores e atletas do atual elenco do Manchester United, foram ao estádio Old Trafford na tarde desta terça-feira para homenagear as vítimas da maior tragédia da história do clube. Há 60 anos, um acidente aéreo em Munique deixou 23 mortos, entre eles oito jogadores e três membros da comissão técnica da equipe.
No dia 6 de fevereiro de 1958, o voo que voltava de Belgrado após a disputa do jogo de volta do time inglês contra o Estrela Vermelha, pelas quartas de final da Copa dos Campeões daquela temporada, tentou decolar do aeroporto de Munique, mas caiu diante do mau tempo. Às 15h04 desta terça, hora exata do acidente, todos no Old Trafford fizeram um minuto de silêncio.
"Nunca esqueceremos"
O capitão do atual elenco do United, Michael Carrick, e o treinador José Mourinho colocaram coroas de flores em meio aos aplausos e na presença dos dois únicos jogadores ainda vivos que sobreviveram à tragédia, Bobby Charlton e Harry Gregg. O ex-treinador dos Red Devils, Alex Ferguson também esteve presente no ato. Após a cerimônia, Carrick usou o Twitter para deixar sua mensagem.
– Um privilégio fazer parte de uma cerimônia tão emocionante. Obrigado a todos que prestaram homenagens por toda a Europa. Seu apoio é incrível. É claro como o legado dos Busby Babes significa tanto a vocês todos e por isso vocês devem estar muito orgulhosos. É por isso que este clube é tão especial – escreveu o capitão do United.
Em Munique, local do acidente, e em Belgrado, onde o Manchester havia atuado no dia anterior ao desastre, também ocorreram cerimônias. Na cidade alemã, o presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, e o diretor, Karl-Heinz Rummenigge, participaram de uma cerimônia com 1,2 mil pessoas.
– O futebol é uma questão de rivalidade, amizade e respeito. Nossa presença aqui hoje é um sinal de respeito a esse grande clube e seus incríveis torcedores – declarou Hoeness na Manchesterplatz, uma praça batizada assim em 2008 em homenagem às vítimas.
Além dos oito jogadores falecidos, outros dois não puderam voltar a jogar por conta das lesões sofridas.
– Foi duro, inclusive agora – declarou há poucos dias à agência de notícias AFP Wilf McGuinness, de 80 anos, que não foi vítima do acidente por ter ficado em seu país devido a uma lesão.
Torcedores reunidos na Manchester Platz, em Munique, local do acidente (Foto: Michaela Rehle/Reuters) Torcedores reunidos na Manchester Platz, em Munique, local do acidente (Foto: Michaela Rehle/Reuters)
Torcedores reunidos na Manchester Platz, em Munique, local do acidente (Foto: Michaela Rehle/Reuters)
A tragédia ainda segue na mente dos torcedores e no mundo do futebol. Um relógio em Old Trafford, parado às 15h04, recorda o drama, enquanto no "túnel de Munique", que passa debaixo de uma das arquibancadas, há uma chama acesa eternamente.
Vários clubes, jogadores e ex-jogadores, entre eles Pelé, também usaram as redes sociais para lembrar a data e a memória das vítimas do acidente. O Manchester City, principal rival do United, usou a hashtag #ACityUnited (Uma cidade unida) para a homenagem e em referência ao nome dos dois clubes. O time também postou uma foto do momento em que Mike Summerbee, ídolo dos Citizens, deixa flores no memorial da tragédia, em Old Trafford.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/nunca-esqueceremos-manchester-united-lembra-60-anos-de-tragedia-de-munique.ghtml

O zagueiro norte-americano Matt Miazga, de 22 anos, foi multado pelo seu clube, o Vitesse, da Holanda, por “comportamento inapropriado”. O que ele fez? Agarrou as partes íntimas do jogador Denzel Dumfries, do Heerenveen, no empate por 1 a 1 no último dia 20 de janeiro, em partida válida pelo Campeonato Holandês. O anúncio da punição foi nesta quarta-feira.
Matt está emprestado ao Vitesse pelo Chelsea desde o início de 2016. Ele fez apenas duas partidas no time principal dos Blues. O valor da multa não foi revelado, mas o time holandês informou que repassará o montante à fundação mantida pelo clube, que faz trabalhos sociais com o futebol.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/clube-holandes-multa-zagueiro-por-agarrar-partes-intimas-de-adversario.ghtml

O torcedor do Sevilla pediu: “me leve a outra final”. E o time atendeu. Na noite desta quarta-feira, o time da Andaluzia recebeu o Leganés no Ramón Sánchez Pizjuán e venceu o jogo de volta da semifinal da Copa do Rei por 2 a 0. Após o empate por 1 a 1 no duelo de ida, a equipe comandada por Vincenzo Montella se assegurou na decisão do torneio. O adversário sairá do confronto entre Barcelona e Valencia.
Será a 17ª final do Sevilla nos últimos 12 anos. Desde 2006, a equipe tem se especializado em torneios de mata-mata. Nas 16 decisões anteriores, foram nove taças levantadas e sete vices. Entre as conquistas, duas Copas do Rei, uma Supercopa da Espanha, uma Supercopa da Europa e cinco edições da Liga Europa. Os andaluzes voltam à final da Copa do Rei após dois anos e tentam o nono título. Em 2015/16, caíram para o Barça na decisão.
Todas as finais do Sevilla nos últimos 12 anos
Copa do Rei: 2006/07 (campeão), 2009/10 (campeão) e 2015/16 (vice)
Supercopa da Espanha: 2007 (campeão), 2010 (vice) e 2016 (vice)
Liga Europa: 2005/06 (campeão), 2006/07 (campeão), 2013/14 (campeão), 2014/15 (campeão) e 2015/16 (campeão)
Supercopa da Europa: 2006 (campeão), 2007 (vice), 2014 (vice), 2015 (vice) e 2016 (vice)
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/sevilla-vence-leganes-na-copa-do-rei-e-vai-a-sua-17-final-em-12-anos.ghtml

Desempates por penalties: os mais longos e os mais curtos da história
Origem
• A FIFA adoptou o desempate por penalties a 27 de Junho de 1970, no seguimento de uma proposta do presidente da Federação de Futebol de Israel (IFA), Michael Almog, após ter visto o seu país ser afastado nos quartos-de-final dos Jogos Olímpicos de 1968 devido a sorteio.
Primeiro
• O primeiro desempate nas competições da UEFA aconteceu a 30 de Setembro de 1970, quando o Budapest Honvéd eliminou o Aberdeen por 5-4, na primeira eliminatória da Taça dos Clubes Vencedores de Taças.
• Em Novembro desse ano, o Everton eliminou o Borussia Mönchengladbach por 4-3, na segunda eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus.
Finais
• A Checoslováquia bateu a República Federal da Alemanha por 5-3, com o famoso remate de Antonín Panenka a decidir a final do Campeonato da Europa de 1976, a única vez que uma final foi para penalties. A agora extinta regra do "golo de ouro" foi utilizada entre 1996 e 2000.
Proeza checa
• No total a Checoslováquia sujeitou-se a 14 desempates em grandes competições e saiu vitoriosa em todos, com o triunfo na final do Europeu de 1976 a ser seguido por uma vitória sobre a Itália, por 9-8, no jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar, em 1980.
• A República Checa deu seguimento a esse feito, convertendo os seis remates de que dispôs para derrotar a França, nas meias-finais de 1996, o único desempate em que participou após se ter separado da Eslováquia.
Épicos
• As meias-finais do Campeonato da Europa Sub-21 de 2007, entre Holanda e Inglaterra, teve 32 penalties, antes de os holandeses prevalecerem por 13-12, no desempate mais longo na história das competições da UEFA.
• Coincidência ou não, os dois jogadores que falharam no primeiro desempate da selecção inglesa sénior – nas meias-finais do Campeonato do Mundo de 1990, frente à República Federal da Alemanha – estiveram em Heerenveen, com Stuart Pearce a orientar a equipa e Chris Waddle nas bancadas.
• O maior número de grandes penalidades num jogo da UEFA Champions League aconteceu em 1993/94, numa das rondas de qualificação, quando o Skonto, da Letónia, bateu o Olimpija Ljubljana, da Eslovénia, por 11-10.
• O jogo entre Galatasaray e Gençlerbirliği, referente aos oitavos-de-final da Taça da Turquia, realizado a 28 de Novembro de 1996, assistiu a 32 penalties marcados consecutivos, um recorde num desempate entre equipas de primeiro escalão. İlyas Kahraman, suplente do Galatasaray, falhou o 17º da formação de Istambul, antes de o Gençlerbirliği marcar e fazer o 17-16 final.
• O guarda-redes do Galatasaray, Hayrettin Demirbaş, converteu a sua tentativa mas não defendeu nenhum dos 17 remates do adversário, apesar de Fatih Terim lhe gritar para abrir os braços quando se estirasse. Kubilay Aydın, homólogo de Hayrettin, foi apanhado a dizer ao colega de posição, durante o desempate: "É uma vergonha para nós. Ao menos tu defendes um" e "que isto acabe depressa".
• Apenas um mês antes, o jogo da quinta eliminatória da Taça de França, entre Obernai e Wittelsheim, foi para penalties, mas teve de ser interrompido quando se registava um empate a 15, ao fim de 20 tentativas para cada equipa. A falta de luz natural impediu a sua continuidade, e de acordo com os regulamentos da competição, o Obernai, do escalão mais baixo, seguiu em frente na prova, naquele que é considerado o mais longo desempate numa grande competição do continente europeu (40 pontapés no total).
• Houve um ainda mais longo, na edição 2004/05 da Taça da Namíbia, com o KK Palace a vencer o Civics por 17-16, após 48 tentativas.
• Em 2016, o SK Batov bateu o FC Fryšták 21-20 após 52 pontapés num jogo da quinta divisão chega.
O mais curto
• O menor número de penalties marcados numa grande competição europeia de clubes aconteceu numa ocasião ilustre, com o Steaua București a vencer o Barcelona por 2-0, na final da Taça dos Campeões Europeus de 1986, com Helmut Duckadam a defender as quatro tentativas da equipa espanhola.
Mais frequente
• Desde que a UEFA alterou os regulamentos do Campeonato da Europa Sub-17 para a edição de 2011/12, de modo a excluir o prolongamento, as três finais foram decididas nos penalties, resultando no segundo título para Holanda, Rússia (que também tinha ganho dessa forma em 2006) e Inglaterra.
http://pt.uefa.com/uefayouthleague/news/newsid=2476646.html#desempates+penalties+mais+longos+curtos+historia

Quem disputou mais jogos sem ganhar a Champions League?

Jogadores com mais jogos na UEFA Champions League/Taça dos Campeões que nunca ganharam* a prova
124 jogos (12º no total): Zlatan Ibrahimović (Ajax, Juventus, Inter, Barcelona, Milan, Paris, Man. United )
121 (13): Gianluigi Buffon (Parma, Juventus)
111 (=22): John Terry (Chelsea)
109 (=26): Olexandr Shovkovskiy (Dínamo Kiev)
108 (=28): Cesc Fàbregas (Arsenal, Barcelona, Chelsea)
107 (=31): Roar Strand (Rosenborg)
99 (=40): Guti (Real Madrid)
97 (=44): Sergei Ignashevich (Lokomotiv Moscovo, CSKA Moscovo)
97 (=44): Maxwell (Ajax, Inter, Barcelona, Paris)
96 (=45): Michael Ballack (Kaiserslautern, Leverkusen, Bayern, Chelsea)

Jogadores com mais golos na UEFA Champions League/Taça dos Campeões que nunca ganharam* a prova
60 golos (4º no total): Ruud van Nistelrooy (PSV, Man. United, Real Madrid)
49 (=9): Zlatan Ibrahimović (Ajax, Juventus, Inter, Barcelona, Milan, Paris, Man. United)
43 (14): Robert Lewandowski (Dortmund, Bayern)
36 (17): Sergio Agüero (Atlético, Man. City)
32 (=22): David Trezeguet (Mónaco, Juventus)
31 (=24): Edinson Cavani (Nápoles, Paris)
31 (=24): Serhiy Rebrov (Dínamo Kiev)
31 (=24): Rivaldo (Barcelona, Milan, Olympiacos, AEK Atenas) - suplente não utilizado em 2003
29 (32): Roy Makaay (Deportivo, Bayern)
28 (=33): Hernán Crespo (Parma, Lazio, Inter, Chelsea, Milan)
28 (=33): Mário Jardel (Porto, Galatasaray)
28 (=33): Jean-Pierre Papin (Marselha, Milan, Bayern)

Jogadores que jogaram mais finais da UEFA Champions League/Taça dos Campeões sem nunca a ter ganho
3: Gianluigi Buffon (2003, 2015, 2017 – sempre pela Juventus)
3: Paolo Montero (1997, 1998, 2003 – sempre pela Juventus)
3: Alessio Tacchinardi (1997, 1998, 2003 – sempre pela Juventus)
A final de 1996 ganha pela Juventus foi seguida por derrotas nas finais seguintes; Paolo Montero ingressou no clube depois da vitória de 1996, enquanto Alessio Tacchinardi estava no plantel nessa altura, mas não jogou na vitória nos penalties sobre o Ajax na final de Roma. Assim, atingiram três finais sem ganhar a prova, sendo que agora têm a companhia de Buffon, que acabou de os igualar.

*Para esta estatística 'vencer' significa disputar a final vencida
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/stories/index.html#/iv/article/2529882

Iker Casillas cumpriu o seu centésimo jogo pelos dragões e não podia ter acontecido de forma mais gloriosa. Foi com uma vitória no clássico entre FC Porto e Sporting, a contar para a Taça de Portugal, que o guardião festejou a sua nova marca pessoal, abandonando o relvado com um sorriso estampado no rosto, assim como os seus companheiros.
Aos 36 anos, Casillas cumpre a sua terceira temporada no emblema portista, e para além da marca dos 100 jogos a vestir de azul e branco, o guarda-redes é o segundo espanhol com mais encontros disputados pelo FC Porto, atrás de Marcano que conta com 142 partidas.
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214587

Ainda sem vitórias fora de casa no Top 10 Ligas UEFA:
Benevento (só derrotas)
Estugarda
V. Setúbal
SKA Energia
Eupen
Antalyaspor
Osmanlispor
Konyaspor
DC Karabukspor
https://twitter.com/playmaker_PT/status/961273972657664000

Bota Ouro 2017/18 (pontos):
44 Kane
42 Salah e Cavani
40 Immobile e Messi
37,5 Jonas
36 Neymar, Lewandowski e Icardi
34 Falcao e Aguero
https://twitter.com/playmaker_PT/status/961260295695011841

O organismo que rege o futebol europeu (UEFA) exigiu uma auditoria independente aos contratos que o Paris Saint-Germain tem com entidades do Qatar.
O objetivo é saber se o clube francês está a cumprir as regras do jogo limpo financeiro.
De acordo com o L´Equipe, o PSG tem de fazer 75 milhões de euros em vendas para equilibrar as suas contas, mas a auditoria poderá revelar que na realidade o valor é necessário é bastante superior a esse.
Em questão estão as transferências de Neymar (222 milhões de euros) e Mbappé, que chegou emprestado, mas com opção de compra obrigatória de 180 milhões de euros no final da época.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/714997

A torcida do Mainz visitou o estádio do Eintracht Frankfurt em clima de carnaval. O famoso evento da cidade alemã começa na próxima quinta-feira, e os apaixonados pelo clube foram à partida desta quarta, pela Copa da Alemanha, fantasiados, com maquiagens – que precisaram ser removidas, segundo o Bild – e carregando doces para atirar no gramado.
O árbitro da vitória do Frankfurt por 3 a 0 percebeu que a torcida visitante estava atirando doces no gramado e, durante uma pausa, foi até o local. Para dar uma bronca? Que nada. Pegou um doce, ofereceu a Nigel De Jong, que recusou, e colocou na boca. Pelas suas feições enquanto mastigava a guloseima, o gosto foi meramente aceitável.
http://trivela.uol.com.br/em-clima-de-carnaval-torcida-do-mainz-joga-doces-no-gramado-arbitro-recolhe-e-come/

Em uma semana na qual o árbitro de vídeo está na pauta do futebol brasileiro, um episódio peculiar aconteceu no Campeonato Português. E mostra como, quando o investimento não é bem feito, o tiro pode sair pela culatra – ouviu, CBF? Nesta terça, Deportivo das Aves e Boavista se enfrentavam no acanhado estádio de Vila das Aves, com capacidade para 8,5 mil espectadores. A infraestrutura do local, obviamente, não é das mais suntuosas. E causou um problema claro aos visitantes, por culpa involuntária de sua torcida.
O lance não influenciou tanto assim os rumos da partida, mas é emblemático. Após uma cobrança de escanteio desviada no primeiro pau, o Deportivo das Aves anotou seu terceiro gol na vitória por 3 a 0. Os jogadores do Boavista reclamaram de impedimento de Vitor Gomes e, de fato, a jogada dava margem à discussão. Hora de usar o VAR. Mas como? A câmera lateral, responsável por exibir o posicionamento dos jogadores, estava bem em cima do setor visitante. E um bandeirão enorme erguido pela torcida do Boavista não permitiu a conferência da jogada. Resultado: gol confirmado para os anfitriões, sem a certeza se foi realmente legal.
Fica a lição: para que o árbitro de vídeo seja realmente eficiente, depende não apenas da instrução aos responsáveis por utilizá-lo, mas também os estudos pertinentes para que seja instalado da melhor maneira possível. Da próxima vez, em Vila das Aves, talvez os torcedores visitantes sejam um pouco mais prudentes com sua bandeira.
http://trivela.uol.com.br/var-ajuda-mas-nao-e-perfeito-um-bandeirao-da-torcida-atrapalhou-tecnologia-em-portugal/

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 09, 2018 2:54 pm

Maiores séries de invencibilidade em casa na UEFA Champions League
29 Bayern (04/03/1998 – 02/04/2002)
24 Barcelona (18/09/2013 –)
24 Arsenal (14/09/2004 – 15/04/2009)
23 Manchester United (27/09/2005 – 03/11/2009)
22 Juventus (02/10/2013 –)
21 Chelsea (12/09/2006 – 08/12/2009)
21 Barcelona (24/11/2009 – 10/04/2013)
21 Real Madrid (27/09/2011 – 09/12/2014)
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=2528702.html#/

Com o time em má fase, com duas derrotas e sete gols sofridos na duas últimas rodadas do Campeonato Inglês, o treinador do Chelsea, Antonio Conte, tem mais um motivo para se preocupar. Ausente dos últimos quatro jogos da equipe, o atacante espanhol Morata está afastado da equipe por tempo indeterminado devido a um problema nas costas.
Questionado sobre quando o jogador poderá voltar a atuar, Conte demostrou preocupação, sem dar um prazo para o retorno do atleta.
- Se você me perguntar (se ele vai ficar fora) um dia, um mês, o resto da temporada...Eu não sei. E essa é a razão que estou um pouco preocupado, sabendo muito bem a importância deste jogador para nós - afirmou.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/problema-nas-costas-afasta-morata-do-chelsea-por-tempo-indeterminado.ghtml

O período de distanciamento de Mahrez chegou ao fim no Leicester. "Sumido" do clube há mais de uma semana, o meia reapareceu no clube nesta sexta-feira, sendo flagrado chegando ao CT, de acordo com a agência Reuters. Sem trabalhar desde o dia 31 de janeiro, o argelino poderia participar de uma atividade ainda hoje.
O meia ficou afastado do clube desde que sua transferência para o Manchester City foi barrada pela diretoria, que recusou uma proposta feita pela equipe comandada por Pep Guardiola. Mahrez não treinou mais desde o fim da janela de inverno e, de acordo com a imprensa inglesa, teria ficado depressivo pela oportunidade perdida.
A reaparição de Mahrez ocorre justamente um dia depois e o técnico do Leicester, Claude Puel, fazer um apelo público ao jogador para que colocasse "a cabeça no lugar" e retornasse ao trabalho. Porém, a participação do atleta no próximo jogo dos Foxes, contra justamente o Manchester City, neste sábado, já foi descartada.
- Acho que Riyard não estará disponível para o jogo com o Manchester City. Eu espero que ele coloque sua cabeça no lugar e volte, para que ele perceba que o melhor caminho é voltar e curtir seu futebol. É um jogador magnífico e ama o futebol e seus companheiros. Espero que ele volte o mais rápido possível - disse Puel na última quinta.
O Leicester não confirmou se Mahrez possuía autorização para ficar afastado dos treinamentos e jogos nos últimos dias. O meia desfalcou o time diante de Everton e Swansea.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-ingles/noticia/apos-mais-de-uma-semana-sumido-mahrez-reaparece-no-leicester.ghtml

Embora Neymar tenha protagonizado a transferência mais cara da história do futebol, nem sempre o craque brasileiro foi tão valorizado. Ainda no ínicio da sua carreira profissional, o astro de 222 milhões de euros do PSG foi considerado caro ao ser oferecido pelo Santos por € 10 milhões.
Em 2009, Neymar fazia sua estreia no futebol profissional e ainda era tido como uma grande promessa do futebol brasileiro. Entrevistado pelo jornal russo Sport-Express, Nikolai Naumov, presidente do Lokomotiv Moscou, afirmou ter se recusado a pagar € 10 milhões pelo então jovem atleta do Santos.
- Primeiro porque era muito jovem. E depois, não sabíamos se ia se adaptar ao futebol da Rússia. Era muito frágil e pequeno. Descartamos a contratação. Eles pediam 10, até 12 milhões (de euros). Gastar essa quantidade em um jovem de outro continente... – explicou Naumov.
Descartada a contratação de Neymar, a diretoria do Lokomotiv preferiu fechar com algum jogador russo e acertou com Alan Gatagov, jovem promessa da seleção de base da Rússia.
- Naquele momento, não parecia ser pior que Neymar – conclui o presidente.
Pelo Lokomotiv, Gatagov fez 48 jogos entre 2009 e 2011 e marcou quatro gols. Atualmente o jogador está no Levadia, da Estônia.
O GloboEsporte.com conversou com pessoas próximas a Neymar e essas negaram que tenha tido qualquer negociação com o Lokomotiv Moscou.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/presidente-do-lokomotiv-moscou-preferiu-gatagov-a-neymar-nao-parecia-ser-pior.ghtml

A Netflix anda abrindo espaço para o futebol nos últimos tempos. A transmissão de eventos via streaming, por enquanto, ainda é um sonho na plataforma. Mas cada vez mais pipocam filmes, documentários e séries que tratam a modalidade como tema principal. E o próximo lançamento terá a Velha Senhora como protagonista. “Juventus: Prima Squadra” mostra os bastidores do clube durante os últimos meses. O dia a dia dos jogadores, a preparação às partidas e também o que acontece ao redor dos jogos. A série documental, dividida em capítulos, terá uma segunda parte prometida para junho. Já a primeira temporada será lançada no próximo dia 16 de fevereiro. O trailer é bastante promissor:
http://trivela.uol.com.br/juventus-virara-serie-da-netflix-e-o-novo-trailer-e-bastante-promissor/

O Barcelona fez, esta quinta-feira, história na Taça do Rei, tornando-se no primeiro clube a estar na final da competição em cinco temporadas consecutivas.
As quatro finais anteriores, frente a Real Madrid, Athletic Bilbao, Sevilha e Alavés, representaram a ida de três troféus para o museu do clube, com o Barcelona a sair derrotado apenas no jogo frente ao eterno rival de Madrid.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715278

O Liverpool, adversário do FC Porto na Liga dos Campeões, prepara-se para realizar obras de expansão no seu mítico Anfield, tornando-o no terceiro maior estádio da Premier League, atrás de Old Trafford (75.600) e do novo White Lane (62.000).
Nesta altura, as bancadas albergam 54 mil espectadores, sendo vontade dos dirigentes dos reds de aumentarem essa capacidade para 61 mil pessoas. As obras iniciar-se-ão no verão.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715258

Alcunhas das equipas na UEFA Champions League

Barcelona - Barça, Blaugrana (Azuis e Vermelhos), Culés (Traseiros)
Barça é a mais comum, Blaugrana a mais óbvia, e Culés a mais interessante. É muitas vezes aplicada aos adeptos e deve-se à história dos adeptos que não eram capazes de encontrar lugares no antigo estádio Les Corts. Ao invés, sentavam-se nos muros do recinto, expondo involuntariamente os traseiros a quem passava.

Basileia – Bebbi
Nos séculos XVIII e XIX, o nome Johann Jakob era muito comum em Basileia, por isso as pessoas com esse nome eram tratadas de forma vernacular por "Bebbi". Eventualmente, tornou-se tão popular que todos os rapazes originários de Basileia eram (e ainda são) conhecidos como Bebbi.

Bayern - Die Roten (Vermelhos)
Seis anos após ter sido fundado em 1900, o Bayern uniu-se ao Münchner Sport-Club por forma a utilizar o seu relvado e instalações. Havia apenas uma condição: tinham de trocar a cor do calções, de pretos para vermelhos. Desde então o Bayern passou a ser conhecido como "Die Roten".

Beşiktaş – Black Eagles (Águias Negras)
A alcunha tem a sua origem na equipa que cumpriu invicta a época de 1940/41. Num jogo, o Beşiktaş vencia o Süleymaniye, seu rival mais directo, por 1-0, mas em vez de abrandar atacou com ainda mais ímpeto. "Vamos, Águias Negras! Ataquem, Águias Negras!" ouvia-se na bancada, dito pelo pescador Mehmet Galin, segundo testemunhas. A equipa correspondeu ao apelo, goleando por 6-0 e ganhando uma nova alcunha.

Chelsea – Blues (Azuis)
O Chelsea sempre vestiu de azul, inicialmente o tom claro da escola pública Eton, onde estudou o primeiro presidente do clube. O azul escuro foi adoptado em 1912. "Azul é a Cor" continua a ser popular em Stamford Bridge, devendo-se a uma canção originalmente interpretada pelo plantel na preparação para a final da Taça da Liga de 1972, e que atingiu o quinto lugar nas tabelas de venda do Reino Unido.

Juventus - Vecchia Signora (Velha Senhora)
O debate persiste em relação à origem desta alcunha, mas a maioria pensa que se deve à família Agnelli, que comprou o clube na década de 20. Queriam impor um estilo sofisticado, o "estilo Juve", por isso optaram pelo nome dado a uma senhora de origem nobre.

Liverpool – Reds (Vermelhos)
Não digam a ninguém, mas os famosos vermelhos foram em tempos azuis, adoptando as cores do Everton quando o substituíram em Anfield, em 1892. Dois anos depois passaram a usar vermelho, e desde os anos 60 que o fazem na totalidade do equipamento.

Manchester City - Citizens (Cidadãos), Sky Blues (Azuis Celestes)
Cidadãos surge como uma extensão de cidade (os membros do clube são agora designados Cityzens), enquanto Azuis Celestes se deve, como é óbvio, à cor da camisola.

Manchester United – Red Devils (Diabos Vermelhos)
O United era Heathens (é oriundo da área de Newton Heath, em Manchester, e jogava aos domingos), mas conta-se que, nos anos 60, Matt Busby gostou de Diabos Vermelhos, pois essa era a versão inglesa de Diables Rouges, alcunha dada em 1934 por um jornalista francês à vizinha equipa de râguebi do Salford.

"Why, why, why Delilah?" e outros temas que dominam as bancadas
Paris Saint-Germain – PSG
Os jornalistas que desejem evitar repetições ocasionalmente recorrem a Rouge-et-Bleu (Vermelhos e Azuis) ou Parisiens (Parisienses), mas o futebol francês adora um boa sigla.

Porto – Dragões
O dragão é o símbolo da cidade do Porto desde o século XIX, representando espírito de luta e invencibilidade. O Porto colocou-o no seu emblema em 1922, por sugestão do antigo jogador Augusto Baptista Ferreira.

Real Madrid – Merengues (Suspiros)
Tem origem num comentador espanhol de rádio, que comparou as camisolas brancas a um suspiro. Uma alcunha menos comum, Vikingos, é creditada a um jornalista do jornal britânico The Times, após comparar a reviravolta do Real Madrid frente ao Eintracht Frankfurt, que culminou com um triunfo por 7-3 na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1960, em Glasgow, com a invasão da Europa pelos Vikings.

Roma – La Lupa (A Loba)
O lobo é o símbolo da cidade de Roma. Quando o avô de Rómulo e Remo foi destronado pelo seu irmão, ordenou que os gémeos fossem atirados ao rio Tibre. Foram resgatados por uma loba, e mais tarde Rómulo fundou Roma.

Sevilha - Palanganas (Lavatórios)
Outra alcunha de origem incerta. Uma explicação é que o Estádio Ramón Sánchez Pizjúan se assemelha a um lavatório. Outra que estas peças de cerâmica no início do século XX eram brancas com riscas vermelhas, semelhantes às cores do clube.

Shakhtar Donetsk – Pitmen (Mineiros)
Mais uma homenagem a um passado mineiro, desta vez na região de Donbass, já que Shakhtar significa mineiro em ucraniano. Existe um martelo e uma picareta no emblema do clube, e muitos adeptos usam capacetes de mineiro laranja fluorescente.

Tottenham – Spurs
Uma versão curta de Hotspur, que provém de Harry Hotspur, um nobre inglês da Idade Média e que aparece na Parte 1 de Henrique IV, a obra de Shakespeare, e ficou famoso pelas esporas das suas botas e galos de luta.
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/stories/index.html#/iv/article/2529851

Alcunhas das equipas da UEFA Europa League

AC Milan – Diavoli (Diabos)
Todos conhecemos "rossoneri" (Vermelhos e Pretos), a alcunha fácil de perceber, mas essas cores também inspiraram uma outra, mais sinistra. Herbert Kilpin, o fundador inglês do clube, explicou: "As nossas cores serão vermelho, porque seremos diabos, e preto, que representa o terror que vamos incutir nos adversários".

AEK Atenas – Águia de Duas Cabeças
A equipa grega também é conhecida por Enosis, ou seja, "união" (a letra E na sigla AEK), mas talvez a alcunha mais famosa seja Águia de Duas Cabeças, devido ao emblema do clube. O AEK foi fundado por refugiados de Constantinopla (a letra K em AEK) e a águia bizantina era o seu símbolo.

Arsenal – Gunners (Artilheiros)
O Arsenal foi fundado em 1886 por trabalhadores de fábricas de armamento em Woolwich, uma zona no sudeste de Londres então associada à indústria militar. Daí o nome Arsenal, o canhão no emblema e a alcunha.

Astana – nenhum
O clube nasceu em 2009 e ainda não houve uma alcunha que se destacasse. É patrocinado pelos caminho-de-ferro estatais, e no início era chamado de Lokomotiv, mas a alcunha Ferroviários não pegou. Cidadãos (Citizens), inspirado no novo nome, foi experimentado, mas o mais comum Amarelos e Azuis parece ter mais capacidade para agradar.

Atalanta – La Dea (Deusa)
O clube recebeu o seu nome em homenagem a uma caçadora e atleta da mitologia grega, daí a alcunha La Dea (Deusa). Feliz solteira, Atalanta disse aos seus pretendentes que casaria com quem conseguisse vencê-la numa corrida, mas que mataria quem falhasse. Muitos tentaram e falharam, até que Hippomenes foi bem sucedido.

Athletic Club – Leones (Leões)
O estádio do Athletic está perto da igreja de San Mamés, que deve o seu nome a um santo que, segundo a lenda, foi atirado aos leões pelos romanos. Em vez de atacarem o prisioneiro, as feras ajoelharam-se a seus pés. Os jogadores do Athletic são os leões, defendendo o seu estádio.

Atlético - Los Colchoneros (Fabricantes de Colchões)
No período pós-guerra civil espanhola, os colchões tinham um padrão às riscas vermelhas e brancas, tornando este material barato. O Atlético de pronto deixou as cores azul e branco, transformando-se nos fabricantes de colchões.

Braga – Arsenalistas (Adeptos do Arsenal)
O Braga envergava branco e verde até que o treinador József Szabó visitou o Arsenal, em 1935. Ficou tão impressionado pelo clube londrino que convenceu o Braga a adoptar as suas cores. Também conhecido como Bracarenses, uma referência a Bracara Augusta, o nome romano da cidade de Braga.

Celtic – Bhoys (Rapazes)
O clube foi fundado para angariar dinheiro para os pobres e melhorar a integração social entre imigrantes irlandeses e os cidadãos locais, com o nome Celtic a servir de lembrança de uma herança comum. Bhoys (Rapazes) era um nome que os recém-chegados irlandeses costumavam usar entre si.

Estrela Vermelha – Crveno-beli (Vermelhos e Brancos)
O clube nasceu do extinto SK Jugoslavija. Recebeu o estádio, escritórios, jogadores e inclusive as suas cores vermelho e branco.

CSKA Moscovo – Armeytsi (Militares)
O clube foi fundado como parte da Sociedade Amadora de Desportos de Neve, mas em 1923 passou a estar sob a jurisdição do exército soviético. CSKA, o seu nome oficial desde 1960, é a sigla de Clube (Klub) Central de Desportos do Exército.

Dortmund - Die Schwarz-Gelben (Pretos e Amarelos)
O Dortmund já jogou de vermelho, branco e azul, mas optou pelas atuais cores em 1913, após forte influência de August Busse, futuro presidente do clube. O amarelo e o preto eram as cores do Britannia, um clube que se tinha fundido com o Dortmund alguns anos antes. Durante algum tempo foram conhecidos como "Limões".

Dínamo Kiev – Bilo-Syni (Brancos e Azuis)
A alcunha do colosso ucraniano é uma referência às cores que tem usado durante grande parte dos seus 90 anos de existência.

FCSB – nenhuma
Uma longa e complicada história, mas o clube apenas foi renomeado em Março passado, por isso ainda não tem uma alcunha.

Copenhaga – Byens Hold (Equipa da Cidade)
E porque não um pouco de gabarolice? O Copenhaga e o Brøndby dominam o futebol dinamarquês, mas como os adeptos do Copenhaga fazem questão de lembrar ao rival, apenas um está no centro da cidade, logo no coração dos habitantes. Brondby é um subúrbio.

Lázio – Aquile ou Aquilotti (Águias)
Esta alcunha deve-se ao emblema do clube e remonta a 1900 e a Luigi Bigarelli, oficial de exército e atleta. Quando chegou a altura de escolher o emblema, a águia foi uma escolha imediata: um animal de porte altivo, representativo das legiões romanas.

Leipzig – RBL
Fundado em 2009, o clube tem uma alcunha associada ao seu proprietário, uma empresa austríaca de bebidas energéticas, mas visto ser alemão, também é tratado pela sua sigla, tal como outros rivais locais (FCB, BVB, VfB, HSV, S04).

Lokomotiv Moscovo – Zheleznodorozhniki (Ferroviários)
A pista está no nome. O Lokomotiv foi fundado como a equipa dos trabalhadores do terminal Passazhirskaya, em Moscovo, e do Ministério dos Transportes. E mesmo volvidos tantos anos, os Caminhos-de-Ferro russos continuam a ser o principal patrocinador do clube. Alguns adeptos utilizam uma variante da alcunha, com uma ligação óbvia à sua origem: Parovozi (comboios a vapor).

Ludogorets – Águias
Em tempos, a equipa búlgara era conhecida como Lobos, mas há muitos anos trocou o animal terrestre por um aéreo. Ninguém sabe ao certo quais os motivos, mas uma teoria que circula é que a cidade gémea russa de Razgrad é Orel, cuja tradução é "águia".

Lyon – Les Gones (Putos)
Não há história da origem, mas a alcunha transmite uma ideia de juventude e, por estar escrita no dialecto local, é instantaneamente reconhecida como sendo de Lyon.

Marseille – Les Phocéens (Fócios)
Uma referência à origem da cidade mediterrânica, que em 600 AC foi estabelecida como uma colónia grega por colonos de Foceia.

Nápoles – Partenopei
Vem de Parthenope, o antigo nome da cidade. Na mitologia grega, Parthenope foi uma das sereias que se lançou no mar e se afogou após não conseguir seduzir Ulisses com os seus cânticos. A cidade recebeu o nome em sua honra, pois a lenda diz que o corpo deu à costa na pequena ilha de Megaride.

Nice – Aiglons (Águias)
A águia faz parte do brasão da cidade francesa desde o século XV, um emblema imperial relacionado com o poder da Casa de Saboia. O OGC, formado em 1904, aproveitou a deixa.

Östersund – nenhuma
O Östersund tem apenas 21 anos, nascido da fusão de equipas locais (nomeadamente Ope, IFK Östersund, Östersund/Torvalla e Frösö), com o objectivo de criar um clube de referência na gélida "Vinterstaden" (cidade invernosa). ÖFK começa a emergir como alcunha, mas ainda não está totalmente assimilado.

Partizan – Crno-beli (Black and Whites)
A formação de Belgrado experimentou combinações de vermelho, azul e branco antes de o destino a atrair para o preto e o branco. Após um amigável frente à Juventus em 1957, na América do Sul, o presidente da Juve, Umberto Agnelli, doou dois conjuntos de camisolas e, 60 anos volvidos, o Partizan continua a envergar essas cores.

Plzeň – Viktoriáni
A alcunha deriva do nome completo do club, Viktoria Plzeň. Perdurou mesmo quando a equipa checa prescindiu da parte que homenageia a deusa romana da Vitória, durante 40 anos, até voltar a incorporá-la, em 1992. Na temporada seguinte subiu de divisão.

Real Sociedad – Txuri-urdin
O clube de San Sebastian, no País Basco, veste de azul e branco, e a sua alcunha é simplesmente essas cores em Euskera (basco), a língua da região.

Salzburgo – Die Mozartstädter
A principal potência futebolística austríaca tem uma alcunha mais comum, inspirada pela bebida energética que a patrocina, mas também é conhecida como Die Mozartstädter, um nome aplicado a todas as pessoas naturais de Salzburgo, como homenagem ao compositor Wolfgang Amadeus Mozart.

Spartak Moscovo – Narodnaya komanda (Equipa das Pessoas)
O Spartak nunca esteve ligado a um departamento estatal como o seu rival citadino. Ao invés, tinha adeptos de todos os estratos sociais, independentemente do estatuto ou profissão. Por isso não é surpresa que se tenha tornado no clube russo mais popular e assim continue.

Sporting – Leões
Esta alcunha deve-se ao leão presente no emblema do clube, adoptado do brasão de uma influente família portuguesa. A equipa também é conhecida como "verde-e-brancos", com os fundadores a escolherem o verde para simbolizar esperança no futuro do clube.

Villarreal – Submarino Amarillo (Submarino Amarelo)
Um grupo de adeptos iniciou a associação do clube aos Beatles durante um jogo no El Madrigal, em 1968, entoando o refrão de Yellow Submarine mas com a letra "Amarillo es el Villarreal/amarillo es/amarillo es" (Amarelo é o Villarreal, amarelo é, amarelo é).

Zenit – Sine-Belo-Golubye (Azul Celeste)
A Wikipedia sugere Zenitchiki (artilheiros anti-aéreos), mas ninguém usa essa alcunha. Ainda se ouve Zenitovtsy (aqueles que são do Zenit), mas Sine-Belo-Golubye é mais popular. Mas a maior parte do tempo serve apenas Zenit.
http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/index.html#/iv/article/2529409
http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/index.html#/iv/article/2530893

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 09, 2018 3:27 pm

Terça (13/02)

15:00 Crvena zvezda x CSKA Moskva [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (LE)
17:45 Juventus x Tottenham [EI2 / EI2 HD] [Space / Space HD] [EI Plus] (LC)
17:45 Basel x Man. City [EI / EI HD] [EI Plus] (LC)

Quarta (14/02)

17:45 Real Madrid x PSG [EI / EI HD] [Band / Band HD] [Globo / Globo HD] [EI Plus] [Globoesporte.com] (LC)
17:45 Porto x Liverpool [EI2 / EI2 HD] [Space / Space HD] [EI Plus] (LC)

Quinta (15/02)

14:00 Astana x Sporting [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (LE)
16:00 Östersund x Arsenal [ESPNBR / ESPNBRHD] (LE)
16:00 Spartak Moskva x Athletic [ESPN / ESPNHD] (LE)
16:00 Real Sociedad x Salzburg [ESPN+] (LE)
16:00 Dortmund x Atalanta [Fox Sports / Fox Sports HD] (LE)
16:00 Ludogorets x Milan [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (LE)
18:05 Napoli x Leipzig [ESPNBR / ESPNBRHD] (LE)
18:05 Lyon x Villarreal [ESPN+] (LE)
18:05 Celtic x Zenit [ESPN Extra] (LE)
18:05 København x Atlético [Fox Sports / Fox Sports HD] [EI BR] (LE)
18:05 FCSB x Lazio [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (LE)

Quem quiser assistir pela internet:

http://www.tvonline.org/
http://tudotv.tv/
http://www.usagoals.com/football.html
http://gofirstrow.eu/sport/football.html
http://livetv.sx/en/allupcomingsports/1/
http://www.rojadirecta.me/

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Ter Fev 13, 2018 9:20 pm

Resultado final LE:

Crvena zvezda 0x0 CSKA Moskva

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Ter Fev 13, 2018 9:22 pm

Resultados finais LC:

Juventus 2x2 Tottenham
Basel 0x4 Man. City

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Ter Fev 13, 2018 9:23 pm



_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Ter Fev 13, 2018 9:57 pm

A vida de Ryan Mason, meia inglês que atuava pelo Hull City, esteve em risco em janeiro do ano passado, quando ele precisou passar uma cirurgia após fraturar o crânio em uma disputa de bola com Gary Cahill, do Chelsea, em uma jogada de escanteio. Mason foi rapidamente atendido e sobreviveu, mas o lance acabou com a sua carreira. Nesta terça-feira, aos 26 anos, o ex-jogador do Tottenham anunciou sua aposentadoria dos gramados.
Mason foi tratado durante oito minutos em Stamford Bridge antes de ser levado para o hospital. Precisou receber oxigênio e disse, em entrevista ao Daily Mail, que em certo momento não estava respondendo a estímulos. “Foi como se uma bomba tivesse explodido na minha cabeça”, afirmou. Após a cirurgia, Mason ficou internado uma semana no hospital St. Mary’s, de Londres, e vinha treinando desde maio para tentar retomar a profissão.
Havia a expectativa de que ele retornasse no começo deste ano, mas, após consultar especialistas, descobriu que seria arriscado demais encarar novamente as potenciais colisões que são frequentes no futebol profissional. Seu crânio provavelmente nunca ficaria forte o bastante. “Eu trabalhei incansavelmente para tentar voltar aos gramados. Infelizmente, acatando conselho médico, eu não tenho outra opção que não seja me aposentar por causa dos riscos envolvidos na natureza da minha lesão”, disse o jogador. “Eu sempre serei grato pela incrível rede de pessoas em torno de mim que me ajudaram a me recuperar de uma ferida que colocou minha vida em risco”.
O Hull City, que contratou Mason em 2016 por £ 13 milhões, transferência mais cara da história do clube, também se manifestou, em nota no seu site oficial: “Ryan buscou vários neurologistas e neurocirurgiões renomados mundialmente que o aconselharam que um retorno ao futebol competitivo não seria aconselhável. Ele gostaria de registrar seu agradecimento a todos no clube que ajudaram na sua recuperação e que está em dívida pelo apoio e compaixão nos últimos 12 meses”.
Gary Cahill, o outro jogador envolvido no lance, mandou apoio para o agora ex-jogador. “Estou devastado por ouvir as notícias sobre Ryan. Competir em um escanteio é algo que fizemos mil vezes e ver esse tipo de consequência em um grande profissional como Ryan é de partir o coração. Envio todo meu amor para ele e sua família e o desejo o melhor no futuro”, escreveu.
Formado pelo Tottenham, Mason foi emprestado a diversos clubes – Yeovil Town, Doncaster Rovers, Millwall, Lorient e Swindon Town – antes de ganhar oportunidades no time principal dos Spurs, com Mauricio Pochettino. Atuou 39 vezes em 2014/15 e 29 na temporada seguinte antes de ser vendido para o Hull City.
http://trivela.uol.com.br/apos-fraturar-o-cranio-ryan-mason-e-obrigado-se-aposentar-aos-26-anos/

Clubes brigando contra o rebaixamento, em meio a uma sequência terrível de resultados, precisam de mudanças drásticas e, neste cenário, a corda costuma sempre estourar para o lado do treinador. Quantas vezes você já ouviu que é mais fácil trocar o técnico do que o elenco inteiro? O West Brom decidiu ir por outro caminho: na lanterna da Premier League, demitiu o presidente John Williams e o principal executivo Martin Goodman.
A decisão foi tomada pelo dono chinês Guochuan Lai, insatisfeito com as recentes decisões da cúpula do futebol, que deu um novo contrato para Tony Pulis, em agosto, apenas para demiti-lo três meses depois. Escolheu o experiente Alan Pardew para tentar salvar a temporada, mas, até agora, os resultados têm sido terríveis.
http://trivela.uol.com.br/e-se-moda-pega-desesperado-west-brom-demite-presidente-e-principal-executivo/

O Tottenham venceu o Arsenal em Wembley por 1 a 0 neste sábado, em jogo que abriu a rodada da Premier League. O domínio que os Spurs tiveram na partida não foi refletida no placar. A vitória pelo placar mínimo teve muita da sua falta de eficiência, especialmente no segundo tempo. Os Gunners foram pouco perigosos e só levaram algum perigo já nos minutos finais, quando foi desesperadamente ao ataque. Tudo isso visto pelo maior público da história da Premier League (de 1992 para cá): 83.222 pessoas em Wembley.
http://trivela.uol.com.br/tottenham-teve-recorde-de-publico-gol-de-kane-dominio-e-susto-para-superar-arsenal/

Uma vitória das arquibancadas. Assim pode ser tratada a decisão da Uefa repercutida pela imprensa belga nesta sexta-feira. Durante a fase de grupos da Liga dos Campeões, o embate entre Anderlecht e Bayern de Munique causou bastante polêmica. Diante da “oportunidade de mercado”, os Mauves decidiram cobrar os olhos da cara pelo ingresso aos visitantes. O torcedor bávaro teria que desembolsar €100 pelas entradas do jogo realizado em novembro – e isso sem contar os outros gastos com viagem e o que mais fosse. Porém, com quase três meses de atraso, a entidade europeia ordenou que o clube belga reembolse €30 aos 900 germânicos que estiveram presentes no Estádio Constant Vanden Stock.
Obviamente, a torcida do Bayern não ficara calada diante do absurdo. O preço do ingresso visitante imposto pelo Anderlecht era muito superior ao do setor equivalente destinado aos torcedores belgas, o que feria a regulamentação da Uefa. Inicialmente, os dirigentes continentais não se moveram contra o imbróglio. Apesar da ameaça de boicote, os bávaros decidiram pegar a estrada e estiveram presentes na partida. No entanto, o próprio Bayern acabou subsidiando €30 aos seus torcedores. O clube se manifestou contra a postura do Anderlecht, enfatizando os valores “normais” que praticou semanas antes, na Allianz Arena, quando os belgas eram visitantes.
Já durante a partida, os torcedores do Bayern aproveitaram o momento para protestar. A cena mais marcante aconteceu ainda no primeiro tempo, antes de uma cobrança de escanteio dos belgas, quando notas falsas de dinheiro foram atiradas dentro do campo e o auxiliar de arbitragem precisou tirá-las do gramado. Além disso, diversas faixas pontuavam a insatisfação. “Foda-se Anderlecht! Foda-se Uefa!”, “O artigo 19 da Uefa diz que o preço dos ingressos para a torcida visitante não deve exceder o preço comparável aos mandantes, mas o papel em que suas regras estão escritas não vale um centavo!” e “Você finalmente satisfez sua ganância?” eram algumas das mensagens erguidas nas arquibancadas. Também havia o desenho de dois dirigentes espremendo um torcedor para tirar moedas.
No que parecia um assunto morto, a Uefa resolveu retomar a questão nesta semana. E aplicou a ordem para que o Anderlecht ofereça os €30 a cada um dos bávaros presentes na partida, em “prejuízo” de €27 mil. A importância da medida, entretanto, olha para o futuro. Faz o regulamento, de fato, ter alguma valia. E contraindica outros clubes que decidirem se aproveitar dos visitantes. Embora as entradas para a Champions sejam mais altas do que a média, há um mínimo de bom senso a se respeitar.
http://trivela.uol.com.br/anderlecht-tera-que-reembolsar-torcida-do-bayern-por-preco-abusivo-dos-ingressos/

Barcelona atravessa uma série de dez apuramentos consecutivos em eliminatórias dos oitavos-de-final;
Campeão em título, Real Madrid soma sete apuramentos seguidos, o Bayern seis;
Basileia e Sevilha nunca venceram uma eliminatória dos oitavos-de-final, o Tottenham nunca perdeu nenhuma;
Beşiktaş faz a sua estreia em oitavos-de-final da UEFA Champions League.
* Consideradas eliminatórias de oitavos-de-final no actual formato da competição (ou seja, desde 2003/04)
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/index.html#/iv/article/2530184

Recordes e estatísticas da fase a eliminar da Europa League

Jogadores

Mais jogos
37 Eduardo Salvio (Atlético, Benfica)
33 Óscar Cardozo (Benfica, Trabzonspor, Olympiacos)  
31 Daniel Carriço (Sporting, Sevilha)
30 Luisão (Benfica)
26= Kevin Gameiro (Sevilha)
26= Rodrigo (Braga, Benfica)
25= Vicente Iborra (Levante, Sevilha)
25= José Antonio Reyes (Atlético, Sevilha)
24= Maxi Pereira (Benfica, Porto)
24= Vitolo (Sevilha)

Mais golos
20 Radamel Falcao (Porto, Atlético)
16 Óscar Cardozo (Benfica)
14 Kevin Gameiro (Sevilha)
10 Fernando Torres (Liverpool, Chelsea)
9= Carlos Bacca (Sevilha)
9= Klaas-Jan Huntelaar (Schalke)
9= Romelu Lukaku (Anderlecht, Everton)
9= Eduardo Salvio (Atlético, Benfica)
8= Fredy Guarín (Porto, Inter)
8= Alexandre Lacazette (Lyon)

Mais golos num só jogo
4 Radamel Falcao (Porto - Villarreal, 28/04/11)
3= Claudio Pizarro (Bremen - Twente, 25/02/10)
3= David Villa (Bremen - Valência, 18/03/10)
3= Radamel Falcao (Porto - Spartak Moscovo, 07/04/11)
3= Klaas-Jan Huntelaar (Plzeň - Schalke, 16/02/12)
3= Klaas-Jan Huntelaar (Schalke - Twente, 15/03/12)
3= Libor Kozák (Lázio - Estugarda, 14/03/13)
3= Paco Alcácer (Valência - Basileia, 10/04/14)
3= Romelu Lukaku (Young Boys - Everton, 19/02/15)
3= Gonzalo Higuaín (Nápoles - Dinamo Moscovo, 12/03/15)
3= Edin Džeko (Villarreal - Roma, 16/02/17)
3= Zlatan Ibrahimović (Manchester United - Saint-Étienne, 16/02/17)
3= Lars Stindl (Fiorentina - Mönchengladbach, 23/02/17)
3= Nabil Fekir (Lyon - AZ, 23/03/17)

Mais golos numa eliminatória
5= Radamel Falcao (Porto - Villarreal, 2010/11)
5= Romelu Lukaku (Everton - Young Boys, 2014/15)
4= Radamel Falcao (Porto - Spartak Moscovo, 2010/11)
4= Klaas-Jan Huntelaar (Schalke - Plzeň, 2011/12)
4= Cédric Bakambu (Villarreal - Sparta Praga, 2015/16)

Clubes

Mais presenças (épocas)
7 Ajax
6= Anderlecht
6= Villarreal
6= Nápoles
6= Athletic
6= Sporting

Mais jogos
32 Benfica
29 Sevilha
26 Valência
25= Liverpool
25= Ajax

Mais presenças nas meias-finais
3= Benfica
3= Sevilha
2= Atlético
2= Liverpool
2= Valência
2= Villarreal

Mais presenças nos quartos-de-final
4 Benfica
3= Sevilha
3= Valência

Mais presenças nos oitavos-de-final
4= Benfica
4= Valência
3= Ajax
3= Anderlecht
3= Basileia
3= Beşiktaş
3= Liverpool
3= Manchester United
3= Sevilha
3= Tottenham
3= Villarreal
3= Zenit

Mais presenças nos 16 avos-de-final
7 Ajax
6 Anderlecht
5= Athletic
5= Liverpool
5= Nápoles
5= Olympiacos
5= Rubin Kazan
5= Sporting
5= Tottenham
5= Villarreal

Mais vitórias (jogo)
20 Benfica
18 Sevilha
14 Villarreal
13= Valência
13= Atlético
12 Liverpool
11 Ajax
9= Athletic
9= Porto
8= Manchester United
8= Zenit

Mais derrotas (jogo)
12 Ajax
10 Anderlecht
9 Beşiktaş
8= Athletic
8= Liverpool

Mais golos marcados
55 Benfica
53 Sevilha
50 Valência
41 Villarreal
34 Porto
34 Atlético
32 Atletic
32 Liverpool
32 Lyon
30 Ajax

Mais golos sofridos
37 Villarreal
35 Athletic
30= Ajax
30= Porto
29= Benfica
29= Sevilha
29= Tottenham

Maior vitória (jogo)
7-1 Lyon - AZ (23/02/17)
6-0 Valência - Rapid Viena (18/02/16)
5-0 Valência - Basileia (10/04/14)

Maior vitória (eliminatória)
10-0 Valência - Rapid Viena (6-0, 4-0) 2015/16
11-2 Lyon - AZ (4-1, 7-1) 2016/17
10-3 Porto - Spartak Moscovo (5-1, 5-2) 2010/11
8-1= Metalist Kharkiv - Salzburgo (4-0, 4-1) 2011/12
8-1= Dínamo Kiev - Beşiktaş (4-1, 4-0) 2010/11

Mais golos numa eliminatória
13= Porto 10-3 Spartak Moscovo (2010/11)
13= Lyon 11-2 AZ (2016/17)
11= Porto 7-4 Villarreal (2010/11)  
11= Hamburgo 6-5 Anderlecht (2009/10)

Diversos

Maior diferença recuperada após a primeira mão
0-3 Valência 5-0 Basileia (c, 2013/14)

Golo mais rápido
13,21 segundos Vitolo (Villarreal - Sevilha) 12/03/15

Cartão vermelho mais rápido
3:14 Nick Viergever (Udinese - AZ) 15/03/12

Eliminatórias decididas no prolongamento
Valência 0-1 3-0 Club Brugge (total 3-1) 2009/10
Wolfsburgo 1-1 2-1 Rubin (total 3-2) 2009/10
Atlético 1-0 1-2 Liverpool (total 2-2, Atlético vence graças aos golos fora) 2009/10
Atlético 2-1 Fulham (final) 2009/10
Schalke 1-1 3-1 Plzeň (total 4-2) 2011/12
Tottenham 3-0 1-4 Inter (total 4-4, Tottenham vence graças aos golos fora) 2012/13
Rubin 0-0 2-0 Levante (total 2-0) 2012/13  
Valência 0-3 5-0 Basileia (total 5-3) 2013/14  
Dnipro 1-0 1-2 Ajax (total 2-2; Dnipro vence graças aos golos fora) 2014/15
Anderlecht 1-0 2-1 Olympiacos (total 3-1) 2015/16
Celta 0-1 2-0 Shakhtar (total 2-1) 2016/17
Manchester United 1-1 2-1 Anderlecht (total 3-2) 2016/17
Ajax 2-0 2-3 Schalke (total 4-3) 2016/17

Eliminatórias decididas nos penalties
FCSB 4-2 Ajax (total 2-2) 2012/13      
Basileia 4-1 Tottenham (total 4-4) 2012/13  
Sevilha 4-3 Bétis (total 2-2) 2013/14
Sevilha 4-2 Benfica (final, 0-0) 2013/14    
Beşiktaş 5-4 Liverpool FC (total 1-1) 2014/15
Sevilha 5-4 Athletic Club (total 3-3) 2015/16  
Lyon 7-6 Beşiktaş (total 3-3) 2016/17
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/index.html#/iv/article/2535430

Marcaram 2 golos antes dos 10 primeiros minutos de um jogo da Champions:
2006 Cruz (INTER x Spartak)
2018 Higuain (Juventus x Tottenham)
https://twitter.com/playmaker_PT/status/963535156379291648

Manchester City a caminho dos quartos de final da Champions: em 70 vezes que se verificou um 0x4 na 1.ª mão de uma eliminatória UEFA, nunca houve recuperação.
https://twitter.com/playmaker_PT/status/963529832608026624

Uma eliminatória faz-se de dois jogos, sendo que, por vezes, a história do primeiro marca de forma inevitável o desfecho do segundo. Para tentar ir a Anfield mais confortável (se é que se pode colocar a questão nestes termos), o Dragão terá de ser eficaz na frente e...atrás. Pela frente, terá o melhor visitante europeu das principais ligas europeias...
São 34 golos em 14 visitas, com uma mão cheia de goleadas pelo meio. É certo que o poder de Anfield é algo mítico e inquestionável, mas este Liverpool tem o pé quente mesmo sem o conforto caseiro, superando equipas como a Juventus, a Lazio, o Lyon ou o PSG, outras equipas que marcam muito na condição de visitante.
Mas não só na principal divisão do futebol britânico se faz esta força do Liverpool. Os reds, que também já sofreram muito fora de Anfield (22 golos sofridos), já marcaram muito nas viagens europeias de 17/18, com especial destaque para o 3-3 de Sevilha (que chegou a estar em 0-3) e para o 0x7, diante do Maribor.
Ainda assim, há motivos para confiança do lado portista. Se a eliminatória de passa com golos, então a arte de picar o ponto é o que não tem faltado ao FC Porto em casa. São 34 golos no Estádio do Dragão, sendo que, nas principais ligas europeias, só City, PSG e Mónaco têm mais.
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214915

Pierluigi Collina, chefe para o setor da arbitragem na UEFA, garantiu que o organismo que tutela o futebol europeu endereçou ordens expressas aos árbitros para que protejam os jogadores das entradas mais violentas. Este ato surge no seguimento das queixas de Pep Guardiola, técnico do Manchester City, que exigiu uma reunião com os responsáveis da Premier Leagues para debater este assunto.
«Os jogadores têm de, definitivamente, perceber que precisam de respeitar o adversário para serem depois respeitados. Queremos os jogadores a jogar e, por isso, têm de ser protegidos. Não queremos que o futuro de ninguém esteja em causa por uma entrada de uma entrada mais ríspida.»
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715927

O Arsenal anunciou, em comunicado no seu site oficial, que o internacional francês Lacazette foi submetido a uma artroscopia ao joelho esquerdo e irá iniciar um período de recuperação que pode durar um mês e meio.
A lesão de Lacazette faz soar o alarme para Arsène Wenger, que não poderá contar também com o internacional gabonês Pierre Emerick-Aubameyang por não fazer parte da lista de inscritos dos gunners para a Liga Europa.
O Arsenal desloca-se à Suécia para defrontar o Ostersunds na quinta-feira, jogo a contar para a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715904


Última edição por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 10:35 am, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 10:29 am

O Bayern de Munique fechou uma parceria com a cadeia de hotéis Marriott que prevê a construção de quartos de luxo dentro do estádio para que, na próxima temporada, seja possível aos adeptos assistirem aos jogos de futebol no Allianza Arena… deitados numa cama, se assim o entenderem. Os jogos poderão ser desfrutados pelos hóspedes com tudo a que teriam direito se num hotel estivessem instalados.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715781

No dia em que regressa a Liga dos Campeões, a France Football olhou para a história da competição e elaborou um ranking com os melhores tridentes ofensivos que jogaram, e ganharam, uma final da prova.
Di Stéfano-Puskas-Gento, que formaram trio de sucesso no Real Madrid e venceram a prova em 1960.
Eis o ranking do melhor tridente ofensivo da história da Champions:
1. Di Stéfano-Puskas-Gento, Real Madrid - 1960
2. Messi-Neymar-Suárez Barcelona - 2015
3. Cristiano-Rooney-Tévez Manchester United - 2008
4. Cruyff-Keizer-Rep Ajax - 1973
5. Cristiano-Benzema-Bale, Real Madrid - 2014 e 2016
6. Messi-Henry-Etoo, Barcelona - 2009
7. Müller-Hoeness-Rummenigge, Bayern - 1976
8. Del Piero-Vialli-Ravanelli, Juventus - 1996
9. Eusebio-José Aguas-José Augusto, Benfica - 1962
10. Völler-Boksic-Pelé Marselha, 1993
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715903

Embora o treinador do Manchester City, Pep Guardiola, tivesse feito algumas críticas aos valores das transferências de Neymar (222) e Mbappé (180) por parte do Paris Saint-Germain, é o clube inglês que tem a equipa mais cara da história do futebol.
De acordo com o estudo do observatório do futebol CIES (Centro Internacional de Estudo do Desporto), o valor do plantel do Manchester City atinge o incrível valor de 878 milhões de euros.
Na segunda posição está o Paris Saint-Germain com o valor de 805 milhões, seguido do Manchester United, com 747 milhões, e o Barcelona, com 725 milhões.
Ranking do Top-20:
1. Manchester City (878 milhões de euros)
2. PSG (805M€)
3. Manchester United (747M€)
4. Barcelona (725M€)
5. Chelsea (592M€)
6. Real Madrid (497M€)
7. Liverpool (461M€)
8. Juventus Turin (448M€)
9. Arsenal (403M€)
10. Everton (365M€)
11. Bayern (363M€)
12. Tottenham (358M€)
13. Milan (305M€)
14. Atlético Madrid (298M€)
15. Monaco (286M€)
16. Dortmund (268M€)
17. Roma (262M€)
18. Southampton (229M€)
19. Crystal Palace (225M€)
20. Inter Milan (217M€).
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715731

Ocorreu durante a derrota do Nice com o Dijon (2-3). Mario Balotelli colocou o dedo na boca para calar os cânticos racistas que vinham da bancada, mas o gesto foi visto pelo árbitro como uma provocação para os adeptos e acabou por mostrar cartão amarelo ao avançado italiano.
Segundo relata a France Football, o ‘speaker’ do estádio pediu ao público para cessar «imediatamente» com tais comentários, confirmando assim as queixas de Balotelli.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715595

Depois do golo marcado ao Schalke, Robert Lewandowski tornou-se no segundo jogador da história da Bundesliga a faturar nos onze primeiros jogos em casa da Bundesliga.
Algo que só o seu treinador Jupp Heynckes tinha conseguido na longínqua época de 1972/73, quando representava o Monchengladbach.
O técnico da equipa bávara não estava, porém, presente para assistir ao golo já que está de baixa devido a gripe.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715564

Adam Lallana, médio do Liverpool, mostrou nas redes sociais o estado dos seus dedos dos pés após o triunfo em casa do Southampton (0-2).
O internacional inglês entrou para o lugar do brasileiro Roberto Firmino aos 79 minutos, mas pouco mais de dez minutos chegaram para que os seus dedos dos pés ficassem congelados.
O jogador publicou uma fotografia no Instagram acompanhada da legenda: «Alguma sugestão para descongelar os pés?».
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/715741

Esta quarta-feira enfrentam-se dois porta-aviões do Velho Continente. De acordo com o valor de mercado atribuído pelo ‘Transfermarkt’, os onzes prováveis do Real Madrid e do PSG valem mais de 1.000 milhões de euros.
O dos franceses até é o mais valioso, atingindo a astronómica quantia de 563,5 milhões. Os seus jogadores mais valiosos são obviamente Neymar (180) e Mbappé (120), embora Verratti (70) e Cavani (60) também estejam muitíssimo bem cotados.
O onze dos espanhóis vale, segundo o site especializado em transferências, 527 milhões. Ronaldo é naturalmente o jogador que surge no topo da pirâmide, estando avaliado em 120 milhões. Kroos (80) e Bale (75) têm igualmente a cotação bastante elevada.
http://www.record.pt//internacional/competicoes-de-clubes/liga-dos-campeoes/detalhe/mais-de-1000-milhoes-de-euros-em-campo-no-real-madrid-psg.html

Buffon entrou em campo pela 500ª vez na carreira no Campeonato Italiano com a camisa alvinegra. Apenas Del Piero, com 513 partidas, jogou mais que o goleiro. Foi também o jogo de número 200 do técnico Massimiliano Allegri no comando da Velha Senhora. Além disso, Higuaín marcou o seu 50º gol pela Juventus.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-italiano/noticia/juve-vence-fiorentina-e-assume-ponta-em-jogo-500-de-buffon-pelo-italiano-no-clube.ghtml

Mais uma rodada da Premier League se passou e a distância do líder Manchester City para seu maior rival e vice, United, aumentou mais ainda. O time azul da cidade goleou o Leicester por 5 a 1, em atuação irretocável de Aguero, que fez 4 gols. Com os 3 pontos somados, o time chegou em 72. Já o time vermelho perdeu para o Newcastle, e estagnou em 56.
O líder tem 23 vitórias, 3 empates e 1 derrota em 27 jogos, e soma assustadores 88,9% de aproveitamento na temporada. Já o segundo colocado, 17 vitórias, 5 empates e 5 derrotas, e 69,1%. A distância entre as duas equipes, de 16 pontos, é a mesma que o Burnley, 7º colocado (36 pontos) tem sobre o West Bromwich, lanterna da competição (20).
Matematicamente, o time comandado por Pep Guardiola precisa de mais 6 vitórias para ser campeão, o que aconteceria na 33ª rodada. Caso o United vencesse todas, a distância seguiria de 16 pontos, com apenas mais 5 jogos e 15 em disputa. O curioso, então, é que a 6ª próxima partida do clube é o próprio clássico de Manchester.
Antes de enfrentar o United, o City encara o Arsenal (fora), o Chelsea (em casa), o Stoke City (fora), o Brighton (em casa) e o Everton (fora), para finalmente receber no Etihad Stadium seu maior rival na possível partida do troféu, marcada para o dia 7 de abril.
A sequência do United até o superclássico é a seguinte: Chelsea (em casa), Crystal Palace (fora), Liverpool, (em casa), West Ham (fora) e Swansea City (em casa).
Fato que traz mais importância para a partida é o seguinte: o título conquistado com mais antecedência na Premier League foi feito pelo Manchester United, na temporada 2000-01, com 5 rodadas antes do término do campeonato - a mesma distância caso o City seja campeão contra o United. Entretanto, nesse mesmo ano, o Manchester City, ainda na época de vacas magras, foi rebaixado na competição.
Entretanto, no ritmo que as coisas caminham, pode ser que o título saia até antes, dependendo dos resultados de ambas as equipes.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3975348/com-5-rodadas-de-antecedencia-city-pode-ser-campeao-da-premier-league-contra-o-united-veja-as-contas

A Kick It Out, organização que combate o racismo e a discriminação no futebol, divulgou nesta segunda-feira um comunicado oficial sobre o episódio envolvendo o atacante do Nice, o italiano Mario Balotelli, que recebeu cartão amarelo na derrota de sua equipe para o Dijon, por 3 a 2, ao denunciar um caso de racismo vindo das arquibancadas.
O juiz da partida, Nicolas Rainville, advertiu o jogador depois que o mesmo tentou chamar atenção da comissão de arbitragem para a conduta dos torcedores do Dijon.
Durante a partida, o próprio time de Balotelli, o Nice, alertou sobre a ação de Rainville. Por meio de sua conta oficial na rede social Twitter, a equipe francesa afirmou que o italiano havia recebido o cartão amarelo por estar simplesmente incomodado com os insultos racistas vindo das arquibancadas.
A nota oficial da Kick It Out demonstrou indignação com tal ação, esclarecendo que a advertência vai contra aquilo o que prega o protocolo da UEFA nessas situações. A organização ainda reiterou que espera uma medida contundente das autoridades do futebol francês.
Confira o comunicado oficial na íntegra:
“A Kick It Out ficou chocada ao ver Mario Balotelli receber o cartão amarelo por chamar atenção ao árbitro da partida para os alegados cânticos racistas direcionados a ele, pelos torcedores do Dijon.
É inaceitável e errado vermos que, mais uma vez, um juiz profissional falhou em aplicar o protocolo da UEFA, válido por anos, que requer uma ação a ser tomada e parar o jogo para lidar com o abuso verbal.
Apesar da responsabilidade da Kick It Out se estender somente ao futebol inglês, a organização contatou a rede anti-discriminação ‘Futebol contra o racismo na Europa’ (FARE, em inglês), para ver quais ações serão tomadas para esclarecer isso aos juízes da Ligue 1.
A organização espera uma resposta forte das autoridades do futebol francês em condenar tanto os alegados cânticos racistas dos torcedores do Dijon e a falha do árbitro de seguir o protocolo para intervir na ação, quanto na decisão de agravar a experiência de Balotelli como vítima ao atribuir um cartão amarelo ao jogador simplesmente por requisitar ao juiz que faça seu trabalho.”
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3976793/organizacao-anti-racismo-emite-nota-sobre-episodio-envolvendo-balotelli

Harry Kane registou o seu nome na história da Liga dos Campeões com o golo decisivo no empate frente à Juventus por 2-2.
Além de ter alcançando Steven Gerrard com sete golos na competição numa só temporada, o avançado também ultrapassou outros grandes jogadores na história da Liga dos Campeões.
Didier Drogba, Ronaldinho, Simone Inzaghi e Diego Costa marcaram oito golos nos primeiros nove jogos da competição. No entanto, o golo de Kane colocou-o por cima desses nomes, com nove.
O jogador de 24 anos também é o principal artilheiro nas cinco principais ligas da Europa, com 33 golos nesta temporada. Agora, Kane terá a possibilidade de quebrar o recorde inglês de golos numa única campanha da liga milionária, no jogo da segunda mão contra a Juventus, que se disputa no dia 7 de março em Londres, no Estádio de Wembley.
http://abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/716042

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 7:01 pm

@Inumano83 escreveu:Acabou o último jogo do Porto no ano, e que ano complicado, primeiro semestre cheio de decepções mas ao menos esse segundo semestre foi cheio de expectativas boas para 2018.
2018 já começa na liderança do campeonato com jogo já na quarta, quartas de final da Copa no dia 11 e semifinal da Copa da Liga dia 23, além disso se arrumar no mercado pro resto da temporada e oitavas da LC.

Carrega Porto!!!

2018 complicado. Eliminado da Copa da Liga, no momento praticamente eliminado da LC, menor diferença mas ainda na liderança do nacional e venceu o primeiro jogo da semifinal da Copa.

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 7:36 pm

Resultados finais LC:

Real Madrid 3x1 PSG
Porto 0x5 Liverpool

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 7:38 pm

Mesmo sem 4 titulares eu esperava um time ao menos aguerrido em campo, não um bando de covardes e vergonhosos.
Juro que eu esperava um empate ou até mesmo uma vitória magra, mas nunca uma goleada vexatória como foi.

Liverpool e City estão classificados.
Tottenham com vantagem mas uma camisa como a da Juventus não pode ser descartada, e o Real venceu bem mas o confronto também esta aberto.

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qua Fev 14, 2018 8:10 pm



_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 15, 2018 9:23 am

Uma nova fase da Liga Europa aproxima-se com o início dos 16 avos de final, cuja maioria dos jogos da primeira mão se realiza esta quinta-feira. Aos 24 apurados que já se encontravam na competição juntam-se os terceiros classificados dos grupos da Liga dos Campeões, contexto em que se encontra o Sporting.
Olhando para a história das equipas portuguesas que entram na Liga Europa por esta via, acabam por se destacar três campanhas que culminaram com presenças em finais. Em termos gerais, as equipas que caem da Champions não têm tido facilidade em chegar longe na segunda competição europeia.
37,5 por cento dos vencedores entraram na prova nesta fase
Analisando as oito edições disputadas da Liga Europa apenas por três vezes os vencedores foram equipas que caíram da Champions League. O Atlético de Madrid, logo na primeira edição (2009/10), entrou na competição após ter conseguido apenas três pontos no seu grupo na liga milionária, acabando por chegar ao jogo decisivo e derrotar o Fulham.
Na temporada 2012/13 o Chelsea não conseguiu revalidar o título de campeão europeu. A equipa inglesa foi surpreendida no seu grupo pelo Shakhtar Donetsk, fazendo depois uma campanha tranquila até à final de Amesterdão, onde o golo de Ivanovic permitiu aos blues derrotar o Benfica. Mais recentemente, em 2015/16, O Sevilla completou três épocas consecutivas a levantar o troféu, tendo sido eliminado da Liga dos Campeões num grupo com Manchester City e Juventus.
Finalistas com cores portuguesas
Se analisarmos os finalistas vencidos encontramos um dado curioso. Para além de serem três (como os vencedores), as equipas são todas portuguesas. Em 2010/11 o SC Braga chegou à final de Dublin depois da única participação da sua história na Liga dos Campeões. Nas duas finais perdidas consecutivamente pelo Benfica (2012/13 e 2013/14), os encarnados também entraram em prova vindos da Champions League.
Para além das finais, os encarnados foram às meias-finais em 2010/11. Por sua vez, o FC Porto já esteve por três vezes nesta situação, tendo sido eliminado nos 1/16 em 2011/12 pelo Manchester City (que iria ser afastado pelo Sporting) e em 2015/16 pelo Borussia Dortmund. Na conturbada época de 2013/14, os dragões foram derrotados nos quartos-de-final pelo Sevilla (numa boa campanha, com destaque para o jogo em Nápoles).
Quando o herói foi vilão
Sem contar com a temporada atual, apenas por uma vez o Sporting tinha chegado à Liga Europa via Liga dos Campeões. Em 2014/15, os leões foram derrotados pelo Wofsburgo (2x0), com os golos da eliminatória a serem marcados por Bas Dost, na altura jogador do clube alemão.
Apesar de não ser a prioridade do Sporting até ao final da época, a equipa de Alvalade entra com ambição de igualar, ou até melhorar, as prestações de equipas portuguesas no mesmo cenário. Se é válido dizer que este modelo não é o mais justo para todas as equipas, não podemos negar que a entrada de clubes como Atlético de Madrid, Borussia Dortmund ou Nápoles, nesta fase, vem aumentar o interesse na competição.
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214990

O Arsenal não poderá contar com o atacante Aubameyang, principal contratação da equipe na janela de inverno, na disputa da Liga Europa. O motivo é que o atacante defendeu o Borussia Dortmund na fase de grupos da Liga dos Campeões. E como o clube alemão agora vai disputar a Liga Europa, a Uefa impede que ele defenda o clube inglês na competição.
A impossibilidade de contar com o jogador irritou o treinador do clube inglês, Arsene Wenger, que afirmou que a regra "não faz sentido"
- Sei que todos os clubes, de forma unânime, concordam agora que essa regra deve ser extinta. Isso (o impedimento) não faz sentido - afirmou.
https://globoesporte.globo.com/futebol/liga-europa/noticia/wenger-reclama-da-ausencia-de-aubameyang-na-liga-europa-nao-faz-sentido.ghtml

Os olhares mais atentos das redes sociais conseguem transformar uma cena corriqueira em algo relevante através dos famosos memes. E uma brincadeira aparentemente irrelevante abordando um pequeno vídeo do Barcelona tornou-se objeto de um debate sociológico nesta semana. Tudo começou com um usuário chamando a atenção para a forma como Messi, Suárez e Jordi Alba reagiram ao ver uma barra de ferro travando o caminho em um estádio: o argentino passou por baixo; o uruguaio, por cima; e o espanhol deu a volta mais longa e "burocrática". Bastou um comentário para armar a discussão.
A partir dali, outros usuários repercutiram o GIF, comentando que a cena era simbólica para mostrar a diferença no modelo de educação entre os países sul-americano e o europeu. Enquanto alguns defendiam que o drible de Messi e Suárez foi mais eficiente que o caminho traçado pelo europeu Alba, outros fizeram um paralelo entre a genialidade da dupla de ataque e o jogo menos talentoso do lateral.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-espanhol/noticia/dribles-de-messi-e-suarez-em-cerca-geram-meme-e-debate-sociologico.ghtml

Roberto Firmino marcou o quarto gol do Liverpool na goleada por 5 a 0 sobre o Porto, nesta quarta-feira, no jogo de ida das oitavas de final, e entrou para a história do pentacampeão europeu. Foi o sétimo tento do brasileiro na Champions League, igualando a marca de Steven Gerrard em 2008/09. São os dois maiores artilheiros dos Reds em uma única edição da era moderna da competição europeia.
Considerando toda a história da competição, inclusive a fase Copa dos Campeões, apenas outro jogador coloca-se no mesmo patamar de Gerrard e Firmino. Na primeira campanha europeia da história do Liverpool, em 1964/65, Roger Hunt marcou sete vezes na caminhada que levou a equipe de Bill Shankly às semifinais, nas quais foi derrotada pela Internazionale de Helenio Herrera.
No geral, o Liverpool não tem grandes artilheiros na Champions, nem em temporadas de título. No primeiro, em 1976/77, o maior goleador foi o lateral Phil Neal, com quatro gols. No bicampeonato, o líder do quesito foi Jimmy Case, também com quatro. Terry McDermott deixou seis na conquista de 1980/81, e Ian Rush fez quatro em 1983/84. No último título europeu dos Reds, em 2004/05, o artilheiro foi Luis García, com cinco gols – um deles fantasma.
http://trivela.uol.com.br/igualar-recorde-de-gerrard-e-premio-merecido-para-grande-temporada-de-firmino/

O Real Madrid de Zidane voltou a mostrar sua força na Liga dos Campeões com uma boa vitória de virada sobre o Paris Saint-Germain, na última quarta-feira, e ficou mais perto de avançar às quartas de final. Entretanto, a vitória por 3 a 1 não foi vista como motivo de tranquilidade por Cristiano Ronaldo. Destaque no triunfo com dois gols marcados, o luso alertou os merengues sobre a necessidade de marcar um gol na partida de volta, em Paris.
- Temos uma vantagem importante, mas não temos que nos encher de confiança. O confronto ainda não está fechado. Temos que marcar lá - disse o camisa 7, que tornou-se o primeiro jogador da história a marcar 100 gols na Champions com a camisa de um mesmo clube.
https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/liga-dos-campeoes/noticia/cr7-pede-gol-do-real-fora-de-casa-o-confronto-ainda-nao-esta-fechado.ghtml

O Liverpool ultrapassou o PSG e passou a ter o melhor ataque desta edição da Champions: os Reds já marcaram 28 golos, numa média de 4 golos por jogo.
https://twitter.com/playmaker_PT/status/963906689878712321

O Liverpool aplicou esta quarta-feira a maior derrota europeia do FC Porto no seu terreno, num histórico que nunca tinha ultrapassado os três golos sofridos para as competições externas. Para além desse registo negativo, os dragões viram ainda Sadio Mané fazer história: Primeiro jogador a marcar um hat-trick em casa dos portistas, numa prova da Europa.
Ficou o registo de um dia negro para os adeptos portistas que viram a sua equipa a fazer historia…pela negativa.
No que diz respeito a resultados negativos na Europa, mas fora do seu terreno, as maiores derrotas foram com AEK Atenas (1x6, época 78/79), PSV (0x5, 88/89), Arsenal (0x5, 09/10) e Bayern (1x6, 14/15).
http://www.zerozero.pt/news.php?id=214993

Noite de glória para Cristiano Ronaldo, 33 anos, que ao bisar na vitória (3-1) do Real Madrid sobre o PSG tornou-se o primeiro jogador da história da prova milionária a ultrapassar a barreira dos 100 golos por um clube. Somava 99, agora tem 101 pelos blancos (total de 116, com 15 pelo Manchester United).
Habituado a somar recordes (além de títulos, claro), Ronaldo quebrou mais uns quantos no jogo com a equipa francesa: primeiro a marcar em sete jogos seguidos na mesma edição da prova - estava empatado com Burak Yilmaz, do Galatasaray; pela sétima temporada consecutiva (desde 2011) chega aos 10 golos na liga milionária (segue-se Messi, 4).
Para os amantes dos números, eis mais registos do português, máquina goleadora sem paralelo no futebol mundial: marca há oito partidas consecutivas na Champions pela segunda vez na carreira - a primeira foi entre setembro de 2013 e abril de 2014 -, sendo que o recorde de nove pertence a Van Nistelrooy (em 2002 e 2003).
http://abola.pt/Nnh/Noticias/Ver/716187

A Premier League se tornou muito rica com a venda do seu pacote de TV do último ciclo, 2016/17 até 2018/19. Nesta terça, a liga negociou os direitos para o Reino Unido do próximo triênio, 2019/20 até 2021/22, com uma diferença: o valor não só não aumentou, como teve uma leve redução. Ao menos momentaneamente. No total, cinco dos sete pacotes foram cedidos por £ 4,464 bilhões (€ 5,02 bilhões ou R$ 20,25 bilhões). O anúncio acontece poucos dias depois do anúncio de um aumento significativo no contrato de TV da Serie A. Assim, os italianos se aproximam da Alemanha e diminuem a diferença para a Inglaterra.
Se no último contrato da Premier League as duas principais emissoras, Sky Sports e BT Sport, travaram uma batalha feroz pagando rios de dinheiro pela transmissão, desta vez as coisas mudaram e os valores diminuíram. Analistas no Reino Unido previam que o acordo total não bateria o recorde do ciclo passado, de £ 5,1 bilhões. O aumento de 70% que ocorreu na última renovação trouxe uma avalanche de dinheiro aos clubes ingleses, mas desta vez a tendência é contrária e parece ter furado a bolha dos crescentes valores dos direitos de transmissões nacionais.
A Sky Sports segue sendo a emissora com mais jogos. A emissora pagou £ 3,579 bilhões por quatro pacotes, um valor abaixo dos £ 4,1 bilhões que pagou no ciclo anterior, sendo que terá 128 jogos transmitidos no total, dois a mais que o último contrato. Além disso, o canal ainda terá a primeira escolha dos jogos aos fins de semana. Terá o novo horário, sábado à noite, além dos jogos às sextas e segundas à noite. No total, a Sky Sports pagou 14% menos que no contrato atual. O outro dos pacotes vendidos foi comprado pela BT Sport, que pagou £ 885 milhões, diminuindo também o valor pago no contrato anterior, £ 960 milhões (preço 8% menor), por 10 jogos a menos – no total, serão 32 jogos no novo contrato.
O discurso das duas empresas foi de austeridade. Os custos que subiram nas alturas no último contrato criaram uma pressão enorme nas duas companhias. Assim como aconteceu no Brasil há alguns anos, os dois canais concorrentes eram exclusivos de operadoras de TVs diferentes. Por isso, a disputa no último leilão dos direitos da Premier League foi tão acirrada.
A mudança para o próximo contrato passa justamente por uma mudança nesse cenário. As duas operadoras entraram em acordo para terem os respectivos canais, ou seja, quem quer ter Premier League (Sky Sports) e Champions League (BT Sport) não precisa mais de duas assinaturas diferentes. Assim, as duas empresas consideram que ganham com isso.
Nesse novo cenário, a BT Sport não considerou fazer uma proposta para tirar os principais horários da Sky Sports e considera ter um cardápio de opções interessante como uma segunda opção de canal esportivo. A pressão financeira na BT Sport era grande, mas com o acordo com a Sky para compartilhar conteúdo – que vai além do esporte – amenizou isso. E, portanto, a disputa pela Premier League tornou-se menos importante na atratividade aos assinantes. O canal se contenta em ter 20 jogos de segunda escolha e outros 12 de quinta escolha para somar ao seu já variado número de opções de direitos de transmissão.
Sobram ainda dois pacotes, que a Premier League quer vender para empresas de mídias digitais, como Amazon, Facebook, Youtube ou Netflix. Com isso, a liga quer manter os preços aumentando a cada novo contrato. A ameaça de um gigante digital entrar na disputa pelos direitos de transmissão efetivamente não se materializou.
A Amazon abarca o mercado de direitos de transmissão de esportes e tem, por exemplo, o direito de passar via streaming um jogo por rodada da NFL, o chamado “Thursday Night Football”, evidentemente às quintas. Tratando do Reino Unido, a Amazon comprou os direitos do US Open de tênis, além do ATP Tour.
A BT Sport também se interessa pelos pacotes que restaram, mas eles não foram vendidos porque ainda não se chegou ao valor mínimo estabelecido. Os pacotes não criaram a demanda que se esperava. Um dos motivos é que as empresas de mídia digital se interessam mais pelos direitos globais, já que atuam em dezenas de países simultaneamente, e restringir apenas ao Reino Unido pode não ser tão atraente para gigantes americanas como a Amazon e Netflix.
A Premier League, porém, tenta aumentar a atratividade para se aproximar dos £ 5,1 bilhões do atual contrato. Para chegar a um valor similar, será necessário vender os dois pacotes restantes por um total de £ 636 milhões, algo que parece improvável no momento. A Sky Sports ainda pode comprar mais um pacote e a BT Sport dois, mas ao que parece, todos esperam que o preço se consolide abaixo da margem para assegurá-lo.
A diminuição do valor pago pelos direitos de transmissão no Reino Unido era esperada, assim como é esperado um aumento do valor do contrato de direitos internacionais. A Premier League cresceu em prestígio e o interesse em transmiti-la é enorme ao redor do globo. O atual contrato rende mais de £ 3 bilhões em direitos internacionais. A expectativa é que esse valor cresça ainda mais para a atual rodada de negociações.
O que o novo contrato significa para os clubes?
O atual contrato teve uma valorização de 70% em relação ao anterior, o que elevou o poder financeiro dos clubes de forma assustadora. O constante aumento de gastos se espalhou por todos os times da Premier League, dos maiores aos menores.
Os custos dos clubes têm aumentado, especialmente com salários de jogadores e valores pagos em transferências. Por isso, é possível que vejamos uma contenção de custos. Isso deve criar uma pressão para que os valores de transferências diminuam, já que os clubes mais ricos do mundo sabem que suas receitas com TV não irão aumentar nos próximos cinco anos.
Ao mesmo tempo, é possível termos uma aproximação das outras ligas com a Premier League nas renovações que vierem, o que acaba por dar um pouco mais de equilíbrio em termos europeus. Mas esse é um efeito que só será sentido em alguns anos, com o acréscimo dos direitos das outras ligas, como já aconteceu com a Itália.
Na Itália, valor recorde de contrato
A Serie A teve uma grande valorização. Em contrato anunciado no dia 22 de janeiro, o Campeonato Italiano foi vendido por € 1,05 bilhão por ano, em um total de € 3,15 bilhões pelo triênio. O grupo que comprou os direitos foi a MediaPro, da Espanha.
Embora o valor seja muito menor que a Premier League (38% menor, aproximadamente), houve muita comemoração entre os italianos, já que o montante aumentou 11% em relação ao anterior, de € 2,853 bilhões.
O valor coloca a Serie A bem próxima à Alemanha, que tem um acordo de € 1,16 bilhão por temporada (em um contrato de quatro anos, de 2017 a 2021), € 1 bilhão da Espanha e € 726 milhões da Ligue 1, da França. Todas seguem bastante atrás da Premier League, que renderá, pelo novo contrato, € 1,67 bilhão por temporada.
Além dos direitos de transmissão na própria Itália, em outubro do ano passado foram vendidos os direitos de transmissão internacionais por € 371 milhões por ano, totalizando € 1,113 bilhão pelos três anos, de 2018 a 2021 – o dobro do valor do contrato anterior.
http://trivela.uol.com.br/o-que-muda-com-os-novos-contratos-de-tv-na-premier-league-e-na-serie-da-italia/

Melhores marcadores de sempre da UEFA Champions League (excluindo pré-eliminatórias)
116: Cristiano Ronaldo (POR, Manchester United, Real Madrid)
97: Lionel Messi (ARG, Barcelona)
71: Raúl González (ESP, Real Madrid, Schalke)
56: Ruud van Nistelrooy (NED, PSV Eindhoven, Manchester United, Real Madrid)
53: Karim Benzema (FRA, Lyon, Real Madrid)

Mehores marcadores de sempre da Taça dos Campeões Europeus/UEFA Champions League scorers (incluindo pré-eliminatórias)
117: Cristiano Ronaldo (POR, Manchester United, Real Madrid)
97: Lionel Messi (ARG, Barcelona)
71: Raúl González (ESP, Real Madrid)
60: Ruud van Nistelrooy (NED, PSV Eindhoven, Manchester United, Real Madrid)
59: Andriy Shevchenko (UKR, Dínamo Kiev, Milan, Chelsea)

Melhores marcadores de sempre da Taça dos Campeões Europeus (incluindo pré-eliminatórias)
49: Alfredo Di Stéfano (ARG/ESP, Real Madrid)
47: Eusébio (POR, Benfica)
35: Ferenc Puskás (HUN, Honvéd, Real Madrid)
34: Gerd Müller (GER, Bayern)
32: Francisco Gento (ESP, Real Madrid)
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/index.html#/iv/article/2282664

Que Cristiano Ronaldo marca a diferença pelos golos, já todos sabíamos. Que ele é capaz de algo histórico? Também. Ainda assim, há números mais impactantes do que outros e o internacional português garantiu um que promete fazer a diferença...até Messi aparecer e imitar. São sete temporadas consecutivas a marcar pelo menos uma dezena de golos na Champions. É obra!
Apesar de ter levantado a «Orelhuda» - é assim que é conhecida a Taça da Liga dos Campeões - em 2007/2008, Cristiano Ronaldo nunca conseguiu chegar à dezena de golos na competição mais importante de clubes da europa antes do início da aventura, em 2011/2012.
Desde essa época com Mourinho, que terminou com título espanhol e meias-finais da Champions, Cristiano Ronaldo tem chegado sempre aos 10 golos, sendo que a melhor marca pertence ao ano de 2013/2014. Os dois golos ao Bayern e a confirmação da vitória final perante o Atlético materializaram um ano inesquecível e, no caso do português, irrepetível (até ver).
Com quatro títulos de campeão europeu na conta pessoal, Cristiano Ronaldo, a viver uma época menos fulgurante ( a nível coletivo e individual), procura ainda algo marcante e histórico para o Real Madrid, que, em caso de vitória, garante pela segunda vez três títulos de campeão europeu de forma consecutiva.
Cristiano Ronaldo marca, pelo menos, 10 golos na Champions há 7 épocas:
2011/12 10
2012/13 12
2013/14 17
2014/15 10
2015/16 16
2016/17 12
2017/18 11*
* época a decorrer
http://www.zerozero.pt/news.php?id=215017

Se ‘fulano’ fosse sozinho uma nação, ele teria mais medalhas de ouros do que quantos nações? Quantos já não fizeram tais conta? Pois é possível repeti-las na Uefa Champions League, graças a Cristiano Ronaldo, que não para de marcar no torneio.
Com os dois gols feitos no triunfo do Real Madrid sobre o Paris Saint-Germain por 3 a 1, o português foi a 116 gols e ampliou ainda mais a vantagem na liderança como maior artilheiro do torneio – Lionel Messi é o segundo, com 97.
Além disso, ele chegou a 101 gols pelo time espanhol na competição, sendo o primeiro atleta a ultrapassar a marca pelo mesmo clube.
Para perceber quão impressionantes são as marcas do atacante, ele soma mais gols do que 118 das 137 que já disputaram a Champions League. Ronaldo, dessa forma, seria o 20º ‘clube’ que mais vezes balançou as redes no torneio, ficando à frente de Shakhtar Donetsk (115), Monaco (114), Roma (107) e Atlético de Madri (107), por exemplo.
Artilheiro das últimas cinco edições da competição (ele também alcançou tal condição em 2007-08), Ronaldo é o principal goleador da atual temporada, com 11 tentos – quatro a mais do que Harry Kane e Roberto Firmino. Nenhum jogador foi tantas vezes artilheiro do torneio.
Os números surreais do português não param por aí. Ele marcou 21 vezes em suas 12 últimas partidas na Champions. Além disso, ele chegou a sua sétima partida anotando no mínimo dez gols na mesma edição do torneio. Lionel Messi conseguiu quatro vezes, Ruud van Nistelrooy, duas, e outros dez atletas, uma vez cada.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3985813/cristiano-ronaldo-supera-118-times-e-seria-o-20-clube-com-mais-gols-na-champions

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 15, 2018 8:01 pm

Resultados finais LE:

Astana 1x3 Sporting
Marseille 3x0 Braga
Nice 2x3 Lokomotiv Moskva
Östersund 0x3 Arsenal
Spartak Moskva 1x3 Athletic
Real Sociedad 2x2 Salzburg
Dortmund 3x2 Atalanta
Ludogorets 0x3 Milan
Napoli 1x3 Leipzig
Lyon 3x1 Villarreal
Celtic 1x0 Zenit
København 1x4 Atlético
FCSB 1x0 Lazio
AEK 1x1 Dynamo Kyiv
Partizan 1x1 Plzeň

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 15, 2018 8:02 pm

Boa vitória do Sporting, ao menos um luso se salvou na rodada.
Achei Dortmund 3x2 Atalanta um belo jogo, os dois times com muita vontade de vencer.

Napoli jogou com o time misto e deixou claro que prioriza o campeonato nacional, o próprio Napoli junto com Lazio e Nice são pra mim as decepções da rodada.

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Qui Fev 15, 2018 8:03 pm

Sexta (16/02)

17:30 Hertha x Mainz [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Campeonato Alemão)
17:45 Monaco x Dijon [SporTV / SporTV HD] [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Francês)
18:00 Chelsea x Hull [ESPNBR / ESPNBRHD] (Copa da Inglaterra)

Sábado (17/02)

10:00 Las Palmas x Sevilla [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
12:00 Udinese x Roma [ESPNBR / ESPNBRHD] [RAI] (Campeonato Italiano)
12:30 Wolfsburg x Bayern [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] (Campeonato Alemão)
12:00 Hamburgo x Leverkusen [ESPN / ESPNHD] (Campeonato Alemão)
13:00 West Bromwich x Southampton [ESPN+] (Copa da Inglaterra)
13:15 Eibar x Barcelona [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)
14:00 PSG x Strasbourg [SporTV / SporTV HD] [ESPNBR / ESPNBRHD] [TV5] (Campeonato Francês)
15:00 Chievo x Cagliari [RAI] (Campeonato Italiano)
15:30 Schalke x Hoffenheim [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Alemão)
15:30 Huddersfield x Man. United [ESPNBR / ESPNBRHD] (Copa da Inglaterra)
16:15 Boavista x Benfica [ESPN+] (Campeonato Português)
17:00 Montpellier x Guingamp [SporTV3 / SporTV3 HD] (Campeonato Francês)
17:45 Genoa x Internazionale [ESPNBR / ESPNBRHD] [RAI] (Campeonato Italiano)
17:45 Malaga x Valencia [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Espanhol)

Domingo (18/02)

08:30 Torino x Juventus [ESPNBR / ESPNBRHD] [RAI] (Campeonato Italiano)
11:00 Napoli x SPAL [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] [RAI] (Campeonato Italiano)
11:00 Nice x Nantes [SporTV3 / SporTV3 HD] (Campeonato Francês)
11:30 Augsburg x Stuttgart [Fox Sports / Fox Sports HD] (Campeonato Alemão)
12:15 Atlético x Athletic [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Espanhol)
13:00 Lille x Lyon [SporTV / SporTV HD] (Campeonato Francês)
13:00 Rochdale x Tottenham [ESPN / ESPNHD] (Copa da Inglaterra)
14:00 Monchengladbach x Dortmund [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Alemão)
14:00 Atalanta x Fiorentina [ESPN Extra] [RAI] (Campeonato Italiano)
14:30 Espanyol x Villarreal [ESPN+] (Campeonato Espanhol)
16:45 Betis x Real Madrid [ESPNBR / ESPNBRHD] (Campeonato Espanhol)
16:45 Milan x Sampdoria [Fox Sports2 / Fox Sports2 HD] [RAI] (Campeonato Italiano)
17:00 Marseille x Bordeaux [SporTV / SporTV HD] (Campeonato Francês)
17:15 Vitória de Guimarães x Braga [Bandsports / Bandsports HD] (Campeonato Português)

Segunda (19/02)

16:30 Eintracht Frankfurt x Leipzig [ESPN+] (Campeonato Alemão)
16:45 Lazio x Hellas Verona [Fox Sports / Fox Sports HD] [RAI] (Campeonato Italiano)
16:55 Wigan x Man. City [ESPNBR / ESPNBRHD] (Copa da Inglaterra)
17:00 Tondela x Sporting [RTP] [SIC] (Campeonato Português)

Quem quiser assistir pela internet:

http://www.tvonline.org/
http://tudotv.tv/
http://www.usagoals.com/football.html
http://gofirstrow.eu/sport/football.html
http://livetv.sx/en/allupcomingsports/1/
http://www.rojadirecta.me/


Última edição por Inumano83 em Sex Fev 16, 2018 5:04 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 16, 2018 9:35 am

Um fato histórico. Nenhum jogo da história da Liga dos Campeões da UEFA deu tanta audiência na TV fechada brasileira quanto Real Madrid x Paris SaintGermain, mostrado pelo Esporte Interativo nesta quarta-feira (14).
De acordo com o UOL Esporte, por Ana Carolina Silva e Leandro Carneiro, o canal obteve média de 5,52 pontos com a partida e um pico de 6,27. Para efeitos de comparação, o recorde anterior da competição pertencia ao jogo de ida entre PSG e Barcelona, com 4,95 pontos nas oitavas de final da temporada passada.
http://www.esporteemidia.com/2018/02/esporte-interativo-bate-recorde-de.html

Em diversos países da Europa, os programas de partida são item obrigatório na visita às arquibancadas. E vários clubes aproveitam os jogos das competições europeias para caprichar em suas revistas oficiais. Um exemplo disso vem da Escócia, onde o Celtic preparou uma belíssima capa para o programa desta quinta, quando o clube recebe o Zenit em Parkhead, pelos 16-avos de final da Liga Europa. O desenho, inspirado em um gibi antigo do Flash, traz Scott Brown e Aleksandr Kokorin correndo atrás da taça. Ao fundo, os cartões-postais de Glasgow e São Petersburgo tornam tudo ainda mais legal.
http://trivela.uol.com.br/ficou-demais-o-programa-da-partida-entre-celtic-e-zenit-inspirado-em-hqs/

A rodada inicial dos mata-matas nas competições europeias é a única em que o desempenho nas fases anteriores influencia o mando de campo. Os times de melhor campanha ganham o direito de decidir em casa. E ao menos na ida dos 16-avos de final da Liga Europa, os favorecidos já começaram a definir os confrontos longe de seus domínios. Nos 15 jogos desta quinta, quase metade contou com vitória dos visitantes. Foram sete triunfos, contra cinco dos mandantes e três empates. Melhor para alguns favoritos, que retornam aos seus países bem mais tranquilos.
Na primeira prateleira da Liga Europa, Arsenal e Atlético de Madrid cumpriram suas partes. Os Gunners encararam o frio intenso em Östersunds, mas não tiveram problemas para superar a grande surpresa da Liga Europa até o momento. Contando com a colaboração da defesa adversária, os londrinos anotaram 3 a 0 na Suécia. Destaque para Henrikh Mkhitaryan, com participação direta em dois tentos. Já o Atleti tomou um susto ao sofrer o primeiro gol contra o Copenhague, mas terminou goleando por 4 a 1 na Dinamarca. Antoine Griezmann fez o seu, deu uma assistência e ainda ajudou na construção de outro tento com um belíssimo toque de calcanhar.
O Milan, que vê sua tábua de salvação na Liga Europa, espantou o risco de surpresa na Bulgária. Atropelou o Ludogorets também por 3 a 0. Patrick Cutrone, Ricardo Rodríguez e Fabio Borini marcaram os gols. O Sporting derrotou o Astana no Cazaquistão com direito a lance genial de Acuña, o Athletic Bilbao amassou o Spartak Moscou na Rússia com o poder de fogo de Aritz Aduriz e o RB Leipzig atropelou o Napoli na Itália graças aos seus contra-ataques. Mas nenhum resultado de visitante é mais valoroso que o do Lokomotiv Moscou.
Afinal, o jogo na Allianz Riviera estava nas mãos do Nice. Com dois gols de Mario Balotelli, os rubro-negros abriram excelente vantagem. Entretanto, aos que dizem que “2 a 0 é um resultado perigoso”, eis a prova irrefutável. Antes do intervalo, Manuel Fernandes descontou cobrando pênalti. O céu clareou aos 22 do segundo tempo, quando os franceses ficaram com dez homens, após a expulsão de Racine Coly. E coube a Manuel Fernandes completar sua tripleta, garantindo a virada inimaginável aos 32. Resultado excelente para os líderes isolados do Campeonato Russo, que podem investir um pouco de suas forças na competição europeia.
http://trivela.uol.com.br/na-rodada-da-liga-europa-os-visitantes-e-que-mandaram-em-campo-com-sete-vitorias/

Insaciável aos 37 anos, Aduriz mira a artilharia histórica da Liga Europa / Copa da Uefa. Com sete gols em sete partidas, Aduriz se torna o artilheiro isolado, superando outros três jogadores. E também mira a história da Liga Europa. Somando também a herança da época de Copa da Uefa, o basco é o quarto maior goleador da competição em todos os tempos. Nesta quinta, considerando os jogos preliminares, ele se tornou o quarto com mais tentos, 30 no total, superando o alemão Dieter Müller. E se os gols por fases qualificatórias forem excluídos, o veterano é o quinto, empatado com o italiano Alessandro Altobelli. Na contagem geral, é mais difícil ambicionar a liderança geral, com os 40 gols de Henrik Larsson. Mas na que considera apenas dos grupos em diante, com 25 bolas nas redes, o ídolo do Athletic está a apenas seis do recorde do sueco.
Se os leones tiverem vida longa nesta Liga Europa, Aduriz pode assumir o topo da lista ainda nesta temporada. Será a sua oportunidade de ouro. Com 37 anos recém-completados, o centroavante possui contrato com o Athletic até junho de 2019. Resta saber se, diante do momento desfavorável de seu clube, ele terá a chance de reaparecer na competição continental. Dependendo apenas do rendimento atual, porém, a carreira de Aduriz pode se alongar ainda mais. Quem sabe para que, em 2020 ou 2021, ele consiga estabelecer um recorde digno ao seu talento. Por aquilo que se viu na Rússia, há vontade para tanto.
Maiores artilheiros da Liga Europa / Copa da Uefa
1° Henrik Larsson – 40 gols no total / 31 sem preliminares
2° Klaas-Jan Huntelaar – 34 gols no total / 30 sem preliminares
3° Radamel Falcao García – 31 gols no total / 30 sem preliminares
4° Aritz Aduriz – 30 gols no total / 25 sem preliminares
5° Dieter Müller – 29 gols no total / 29 sem preliminares
6° Shota Arveladze – 27 gols no total / 24 sem preliminares
7° Alessandro Altobelli – 25 gol no total / 25 sem preliminares
http://trivela.uol.com.br/insaciavel-aos-37-anos-aduriz-mira-artilharia-historica-da-liga-europa-copa-da-uefa/

Manuel Fernandes tornou-se no primeiro médio português a fazer mais de um hat-trick nas competições europeias, deixando para trás médios goleadores como Pedras ou Pedro Barbosa.
Juntando todas as posições de campo, tornou-se ainda no primeiro português a fazer mais de um hat-trick na Liga Europa em específico (contando com Taça UEFA), fazendo assim algo que goleadores como Pauleta ou André Silva não conseguiram fazer.
E podemos ainda encontrar mais dados curiosos, e que demonstram a veia goleadora de Manuel Fernandes: ao fazer o segundo hat-trick em competições europeias, juntou-se a Torres e Nené como únicos portugueses que o conseguiram, sendo que apenas dois nomes fizeram maior número. Se o registo de Eusébio (3) está ao alcance do jogador, o de Cristiano Ronaldo, por outro lado, parece inalcançável... foram sete hat-tricks até agora na Europa.
Portugueses com mais hat-tricks nas competições europeias:
7 Cristiano Ronaldo
3 Eusébio
2 Manuel Fernandes
2 Torres
2 Nené
http://www.zerozero.pt/news.php?id=215058

As estatísticas da UEFA relativas ao jogo entre Real Madrid e Paris Saint-Germain parecem denunciar um `divórcio´ no tridente ofensivo da equipa francesa: de um lado Edinson Cavani, do outro Neymar e Mbappé.
Uma análise mais atenta permite concluir que o avançado uruguaio não fez um único passe aos companheiros de ataque durante os 66 minutos em que esteve em campo, tendo sido solicitado por um deles - no caso, Neymar - apenas numa ocasião.
Já o brasileiro e o francês trocaram a bola entre eles com maior frequência. Segundo os números divulgados pela UEFA, Mbappé fez três passes a Neymar e recebeu a bola do número 10 em oito ocasiões.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/716213

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, insistiu no desejo de encurtar o mercado de transferências e limitar o número de inscrições que os clubes podem fazer no mercado de inverno.
Numa entrevista concedida ao La Gazzetta dello Sport, o líder do organismo máximo do futebol mundial assegurou que «a janela do mercado de transferências de verão deve ser reduzida: é demasiado extensa. Os campeonatos devem começar já com as equipas fechadas».
Relativamente às transferências no mercado de inverno, Gianni Infantino considera que «estava pensado com o propósito de resolver problemas em alguns plantéis sob a forma de lesões ou outros contratempos, e não para refazer uma equipa, como acontece agora muitas vezes».
Infantino acredita que as grandes equipas têm vantagem sobre as restantes e que deve ser encontrado um melhor equilíbrio nos respetivos torneios e campeonatos internacionais.
«Não gosto de ver um jogador que faz a primeira fase de uma competição com uma equipa e a segunda com a outra. Não é nostalgia, as regras mudam, mas gostaria de recuperar os valores que tornaram o futebol num desporto grandioso», rematou.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/716234

Com 119 golos nos 13.223 minutos que esteve em campo em jogos das competições europeias de clubes, Ronaldo marca, em média, um golo a cada 111 minutos e 7 segundos. Contudo, esta média é consideravelmente melhor se contarmos apenas os encontros disputados ao serviço do Real Madrid (83 minutos e 14 segundos por golo), ao invés daqueles Sporting e Manchester United (290m30s por golo).
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/index.html#/iv/article/2530320

• Ronaldo já defrontou 50 clubes diferentes nas provas da UEFA, tendo marcado a 34 deles. Como jogador do Real Madrid, mediu forças com 32 equipas nas competições europeias e apenas quatro lhe resistiram: Barcelona, Dínamo Zagreb, Légia Varsóvia e Nápoles.
• O Barcelona tem-se mostrado a equipa que mais resiste a Ronaldo nas provas europeias: em 450 minutos em campo – 270 pelo United e 180 pelo Real Madrid - frente à turma catalã, o avançado internacional português não marcou qualquer golo.
• O clube frente ao qual tem tido mais facilidades em marcar é o Malmö: seis golos em 180 minutos de jogo na UEFA Champions League, o que resulta numa média de um golo a cada de 30 minutos ante a formação sueca.
• O clube frente ao qual Ronaldo mais jogou na Europa foi o Lyon: dez jogos, 884 minutos em campo, tendo apontado quatro golos à formação gaulesa.
• Ronaldo já marcou nove golos ao Bayern – mais do que frente a qualquer outra equipa nas provas europeias. Esses golos aconteceram num total de seis jogos, com uma média de um a cada 64 minutos e 47 segundos.
• Dos cinco principais campeonatos europeus segundo o ranking da UEFA, foi frente a formações alemãs que Ronaldo marcou mais golos, numa média bem superior a um golo por jogo – 26 remates certeiros em 22 partidas. Contudo, embora não tenha muitos problemas em marcar muitos golos na Liga espanhola, mostra especiais dificuldades quando enfrenta equipas espanholas nas provas europeias, com uma média de apenas um golo a cada 238 minutos.
• E o melhor talvez seja Ronaldo não se mudar para a Escócia: o avançado ainda não marcou qualquer golo em 352 minutos frente a clubes escoceses nas competições europeias. Nenhum outro país tem clubes a resistirem-lhe tanto tempo.
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/index.html#/iv/article/2530320

O Dijon, modesta equipe do Campeonato Francês, usou o bom-humor para comentar sobre a derrota do Paris Saint-Germain para o Real Madrid por 3 a 1. Após sofrer uma goleada de 8 a 0 para a equipe liderada por Neymar, o time não se abalou com a 'humilhação' e, com bastante irreverência, foi às redes sociais para responder às declarações de Adrien Rabiot.
Logo após a partida, o autor do único gol do Paris Saint-Germain comparou a competitividade entre o Campeonato Francês e a UEFA Champions League, alegando que sua equipe precisa corresponder não só em seu país, mas a nível internacional também.
'O problema é que é fácil fazer oito no Dijon ou quatro no Campeonato Francês. São em partidas como a de hoje que temos que ser decisivos', disse Rabiot após o jogo. 'Para a volta, nós temos que ser competitivos, vamos atrás da classificação. Mas, partindo de uma diferença dessas, é complicado', completou o meia.
Como resposta, o Dijon compartilhou a declaração de Rabiot e, logo abaixo, exibiu seu elogiável espírito esportivo. 'Fizemos de tudo para dar confiança ao PSG antes do Real e é assim que nos agradecem. O bom é que falam do Dijon em uma noite de UEFA Champions League'.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3987579/time-que-levou-8-do-psg-rebate-rabiot-apos-derrota-para-o-real-e-assim-que-nos-agradecem

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Inumano83 em Sex Fev 16, 2018 1:56 pm

Equipa da Semana do Fantasy Football da Champions League
http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/news/newsid=2538050.html#/

Equipa da Semana da Europa League
http://pt.uefa.com/uefaeuropaleague/news/newsid=2538616.html#/

Jogador da Semana da Champions League
http://mvp.uefa.com/pt/uefachampionsleague/results

Jogador da Semana da Europa League
http://mvp.uefa.com/pt/uefaeuropaleague/results

Mais golos nas competições europeias 2017/18
11 Cristiano Ronaldo
10 Aduriz
9 Twumasi
8 Boakye
8 Kokorin
8 Ben Yedder
8 André Silva
8 Firmino
https://twitter.com/playmaker_PT/status/964518681425399810

Marcaram 2 ou mais hattricks na mesma época na Liga Europa:
Heynckes
Chinaglia
Geels
Bowles
Wark
Kist
Voller
Saunders
Kirsten
Falcao (3)
Huntelaar
Dzeko
Manuel Fernandes
https://twitter.com/playmaker_PT/status/964470138669092864

Não, obrigado. Será esta a resposta do Paris Saint-Germain a toda e qualquer proposta que possa chegar ao Parque dos Príncipes tendente à contratação de Neymar.
Confrontada com as notícias que colocam o internacional brasileiro na rota do Real Madrid, fonte do emblema parisiense foi taxativa.
«Quantos jogadores que queremos, que são importantes para nós, vendemos desde 2010?», questionou, citada pela edição online do diário Sport, que recorda as investidas frustradas do Barcelona por Thiago Silva, Marquinhos, Verratti e Di María.
«O PSG é uma prisão», chegou a afirmar o agente de Verrati, quando das negociações com o emblema catalão.
Posto isto, dificilmente Neymar fará as malas a curto prazo para rumar a outras paragens.
http://abola.pt/Internacional/Noticias/Ver/716388

O futebol alemão não se cansa de quebrar seus próprios recordes. Dessa vez, os 36 times da Bundesliga e da Bundesliga 2 juntos geraram uma receita recorde de 4,01 bilhões de euros. O relatório foi divulgado nesta quinta-feira (15) pela Deutsche Fussball Liga (DFL), entidade que comanda o atual futebol campeão do mundo.
De acordo com o relatório, que pode ser visto na íntegra, em inglês, no site https://dfl.de/dfl/files/publikationen/englisch/2018_DFL_Report_M.pdf, este foi o 13o recorde financeiro sucessivo batido.
Com relação à temporada anterior, houve um aumento de 4,2%, sendo que o que mais gerou receita foram os direitos de mídia, com 960,6 milhões de euros (cerca de 28,5% do total). Em seguida vem a propaganda, com 854 milhões de euros (por volta de 25,3% do valor total) e as transferências de jogadores, com 581,7 milhões de euros (17,2% do total).
Segundo Christian Seifert, CEO da DFL, apenas a Bundesliga teve uma receita total de 3,37 bilhões de euros, aumento de cerca de 4%. Dos 18 clubes que disputaram a primeira divisão na temporada passada, 14 ultrapassaram a barreira dos 100 milhões de euros.
A Bundesliga 2 também superou as expectativas e chegou a 635,2 milhões de euros, um aumento de 4,4% com relação a 2015/2016.
Quando o assunto é o pagamento de impostos, seguros de acidentes e outros direitos, mais um recorde. Juntos, os 36 principais clubes do futebol alemão superaram 1,17 bilhão de euros. Agora, no acumulado dos últimos dez anos, o valor chega a impressionantes 8,57 bilhões de euros.
Mais um número que impressiona é o de torcedores presentes nos estádios. Segundo o relatório, a taxa média de presença de público nos 306 jogos da Bundesliga foi de invejáveis 91%.
E para se ter uma ideia de como o futebol é importante para a sociedade alemã, outro recorde para fechar: pela primeira vez na história, os 36 clubes empregaram mais de 20 mil pessoas de forma direta. Se os empregos indiretos forem computados, o número chega a 54.275 pessoas.
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/futebol-alemao-gera-receita-bilionaria-recorde-em-20162017_33963.html

Você acha que o novo sistema tributário criado nos Estados Unidos poderia influenciar nas contas de um clube de futebol inglês considerado um dos maiores do mundo? Pois é. Não só poderia como influenciou. E muito. As informações são do jornal britânico The Telegraph.
De acordo com a publicação, a reforma fiscal feita pelo presidente norte-americano Donald Trump causou um prejuízo de 21,1 milhões de libras nas contas do Manchester United. A explicação é simples: o clube inglês faz parte do patrimônio da família Glazer, que é norte-americana.
Segundo o The Telegraph, os donos do clube precisaram fazer uma baixa contábil de 48,8 milhões de libras depois que Trump ordenou a redução da taxa de imposto corporativa dos Estados Unidos de 35% para 21% em dezembro. Isso porque o Manchester United está listado na Bolsa de Valores de Nova York.
“A redução na taxa de imposto resultou em uma contabilização não monetária de 48,8 milhões de libras a ser registrada no trimestre. É importante reiterar que esta é apenas uma taxa contábil não monetária que não tem impacto em nossa competitividade financeira, nem na nossa capacidade de cumprir os regulamentos financeiros do Fair Play da Uefa”, declarou Cliff Baty, diretor financeiro do Manchester United, em uma reunião com investidores.
Outro fator que atrapalhou um pouco as finanças do clube no último semestre foi a volta à Liga dos Campeões nesta temporada. Parece contraditório, já que é o que todo clube europeu deseja, mas isso fez com que os salários dos jogadores fossem inflacionados, tirando dinheiro dos cofres da equipe. Para completar, a contratação do atacante Alexis Sánchez junto ao rival Arsenal também custou caro aos Red Devils.
Em compensação, o próprio vice-presidente executivo do United, Ed Woodward, já admitiu que a chegada do atacante já criou um giro de dinheiro interessante para o clube, com recorde de vendas de camisas e recorde de interações nas mídias sociais. O anúncio da chegada de Sánchez no Instagram do clube, por exemplo, teve mais de dois milhões de interações e é a postagem mais comentada da história do United. Além disso, o retorno à Liga dos Campeões também gerou mais receita de televisão (61,6 milhões de libras, cerca de 17% de aumento de outubro a dezembro).
Por tudo isso, Donald Trump e a Liga dos Campeões não devem estar tirando o sono dos dirigentes dos Red Devils. Mesmo com o rombo por conta da reforma fiscal dos Estados Unidos e o aumento dos salários dos jogadores, o clube ainda prevê que o volume de negócios da temporada 2017/2018 deve ficar entre 575 e 585 milhões de libras.
http://maquinadoesporte.uol.com.br/artigo/reforma-fiscal-de-donald-trump-derruba-faturamento-do-manchester-united_33940.html

Na semana passada, a coluna mostrou que, dentro de campo, o futebol holandês aparentemente cai na real: tanto a chegada de Ronald Koeman para treinar a seleção como a liderança cada vez mais absoluta do PSV no Campeonato Holandês mostravam que o pragmatismo, no momento, está sendo a ideia que mais ganha espaço no país, diante da crise de identidade deflagrada nos anos recentes.
Pois bem, fora de campo, os clubes também passam por uma mudança. Ela ainda não é profunda. Talvez nem seja necessariamente positiva. Mas começa a ficar claro: aos poucos, as agremiações profissionais do país se abrem aos investimentos estrangeiros. E tais investimentos não se devem somente a empresas, mas também a times. Dois exemplos são conhecidos no atual Campeonato Holandês.
Um deles já virou clássico: o “Vit-Chelsea”, ou melhor, Vitesse. Que nem tem relação oficial com o Chelsea. Mas que se valeu da proximidade dos seus proprietários com Roman Abramovich – primeiro, o georgiano Merab Jordania; depois, o russo Aleksandr Chigrinskiy – para se tornar paradeiro de vários emprestados de Stamford Bridge nesta década: de Nemanja Matic a Slobodan Rajkovic, passando por Tomas Kalas, Dominic Solanke, Lewis Baker, Gaël Kakuta, Bertrand Traoré… e os três atuais: o lateral direito Fankaty Dabo, o zagueiro Matt Miazga e os meio-campistas Mason Mount e Mukhtar Ali.
Destes, só Ali está fora do time titular absoluto – e Mount, cada vez mais, se converte no principal meia no Vites, fazendo boas partidas e até chegando ao ataque para finalizar (já fez seis gols, só abaixo de Bryan Linssen e Tim Matavz na lista de goleadores do clube nesta temporada).
Porém, se a relação entre Vitesse e Chelsea está “apenas” muito bem apalavrada, a relação entre NAC Breda e Manchester City tem papel passado. Não bastassem os três acionistas (Wim van Aalst, Rob van Weelde e Paul Burema), todos dividindo 56 por cento das ações do clube, o clube do sul holandês se tornou um “clube-satélite” dos Citizens, membro que passou a ser do City Football Group. Assumidamente, passou a ser um entreposto de jovens que ganham tempo de jogo antes de retornarem a Manchester.
E se não fosse por eles, a situação do time aurinegro poderia ser ainda pior do que o já aflitivo 15º lugar, a primeira posição acima da zona de repescagem/rebaixamento. Basta mencionar que, da equipe titular preferencial, são quatro os emprestados pelo City ao NAC Breda. E que são justamente esses quatro os maiores destaques técnicos na equipe. Embora alguns jogadores de propriedade do clube sejam úteis, como o meio-campista Rai Vloet e o atacante Giovanni Korte, algumas respostas esclarecem o assunto. Qual é o principal goleador do time na temporada? Com 8 gols, responde “presente” o francês Thierry Ambrose. E quem mais deu passes para gol? Aqui se sobressai o lateral esquerdo espanhol José Angel Esmoris, o “Angeliño”: já foram quatro bolas que saíram dos pés dele para terminarem nas redes. Quem é saudado como o jogador mais técnico pela torcida? Outro espanhol, o meio-campista Manu García. Todos eles terão de voltar ao clube inglês, tão logo a temporada termine.
Se a questão se resumisse apenas ao escambo de jogadores e a apenas um clube de propriedade estrangeira no Campeonato Holandês, seria insuficiente para se chamar de mudança real. Mas a coisa muda de figura ao se ver detidamente todos os 18 clubes que formam a Eredivisie.
Tal quadro foi fornecido pela reportagem de capa da revista “Voetbal International”, nesta semana. Pelo menos metade das agremiações tem um acionista estrangeiro. E das restantes, as únicas três que se negam veementemente a pensar na alternativa são o Heerenveen, o Heracles Almelo… e o PSV, que nem precisa disso por já ser um clube de empresa (sim, apesar de não ter mais o nome na camisa, a Philips continua e continuará ligada financeiramente aos Boeren). No clube da Frísia, o diretor geral Luuc Eisenga apregoa: “Habitualmente, chegam sugestões [de venda] a nós, e aí explicamos que tipo de clube o Heerenveen é, e que por isso a venda está fora de cogitação”. No Heracles, como novo comandante, Jan Smit seguirá o lema bradado por seu antecessor Nico-Jan Hoogma, agora diretor técnico da federação holandesa: “Nosso clube é dos torcedores, e sempre será”.
Palavras cada vez mais distantes do que pensam os outros quinze times. Em maior ou menor grau, todos se mostram abertos a investidores do exterior. Alguns, com reservas, como os dois “médios/pequenos” que mais se destacam nesta temporada: o AZ (o diretor geral Robert Eenhoorn ponderou: “Estamos abertos a tudo, desde que caiba na visão e na cultura do clube”) e o Zwolle (mecenas do clube, o empresário Adriaan Visser comentou: “Não tenho nada contra outras formas de financiamento, desde que aconteça respeitando o clube”).
Já outros têm palavras mais conformistas. Como Hans Nijland, o comandante do Groningen: “De outro modo, como poderemos competir com o Vitesse?”. E Hai Berden, presidente do VVV-Venlo: “Prevejo que todos os clubes serão propriedade privada daqui a cinco anos. Vemos arquibancadas vazias, e se dependermos somente de nossos próprios custos, o futebol correrá riscos”. O próprio Feyenoord avalia ter mais acionistas, para abater os custos que aumentarão a partir da sonhada construção de De Nieuwe Kuip (o novo estádio, à beira do rio Maas) – de mais a mais, em 2011, quando vivia grave crise, o clube foi salvo por um conjunto de investidores/torcedores que despejaram 30 milhões de euros. Não bastasse ser o primeiro clube do país na bolsa de valores, o Ajax já tem uma pequena porcentagem de ações na mão de outros investidores.
E além de Vitesse e Zwolle, já têm seus próprios mecenas clubes como ADO Den Haag e Roda JC. Aliás, ambos expõem o lado mais perigoso dessa abertura: o clube de Haia vive na corda bamba entre o que desejam os conselheiros e o que deseja a United Vansen, empresa e acionista majoritária controlada pelo chinês Hui Wang. E o Roda JC, penúltimo colocado, viu o russo-suíço Alexander Korotaev terminar 2017 na cadeira – e já corre atrás de outro investidor que solucione sua grave crise nos cofres: o holandês de ascendência iraniana Salar Azimi, que assistiu à partida contra o Ajax, há duas rodadas.
A mudança começou fora de campo. E assim como se divide entre ficar com suas ideias táticas e ser mais flexível no jogo, a Holanda já espera a delícia de ter cofres mais cheios para tentar investir mais – e a dor de bordejar o perigo de ver vários clubes se encantando pelo primeiro bolso cheio de euros que aparece.
http://trivela.uol.com.br/mudanca-do-futebol-holandes-tambem-se-da-fora-de-campo/

Após o título do Chelsea na Champions League da temporada de 2011-2012, em campanha impressionante que contou com vitórias sobre discutivelmente a melhor equipe do Barcelona da história e o Bayern de Munique na final, a força dos clubes do futebol inglês no cenário europeu parece ter minguado cada vez mais ao longo dos anos seguintes.
Para colocar seus tempos áureos em perspectiva, três dos quatro semifinalistas da Champions League de 2007-2008 eram representantes da Premier League (Chelsea, Liverpool e campeão Manchester United), algo que seria considerado inimaginável até a atual temporada.
Este cenário de menor sucesso dos times ingleses está mudando, e os números indicam isso. Após as goleadas do Liverpool, que venceu o Porto por 5x0, e do Manchester City, que bateu o Basel por 4x0, além dos dois gols do Tottenham em empate contra a Juventus, a estatística que mais chama a atenção é de que apesar da competição estar apenas no estágio de jogos de ida das oitavas de final, a soma dos gols de todas as equipes da terra da rainha já é maior do que em qualquer outra temporada do torneio continental - já são 91 anotados em 2017-18.
Muito deste sucesso se deve à divisão igualitária de direitos televisivos promovidos pela Premier League, possibilitando que os clubes tenham segurança financeira e possam concentram seus esforços em projetos de médio e longo prazo, tornado-os gradativamente mais fortes. Com a ascensão individual das equipes, os resultados também aparecem nas estatísticas.
O Liverpool. além de ter o melhor ataque da competição, acumula outros números que chamam muito a atenção. Quatro de seus atletas tem pelo menos cinco gols na Champions League deste ano (Mané, Firmino, Salah e Coutinho). Sua vitória por 5x0 contra o Porto, fora de casa, foi a maior por um time visitante inglês na história do campeonato.
Para completar, Sadio Mané é apenas o 6º atleta africano a marcar um hat-trick no torneio (Didier Drogba [2], Samuel Eto'o [2], Pierre-Emerick Aubameyang, Yacine Brahimi e Yakubu Ayegbeni são os outros).
Outro que vem se destacando é Harry Kane. Seus nove gols em suas primeiras nove atuações na Champions League o tornam no jogador que precisou de menos jogos para chegar nesta marca na competição, desbancando nomes como Ronaldinho Gaúcho, Simone Inzaghi, Didier Drogba e Diego Costa, que anotaram apenas oito em suas nove primeiras aparições.
O camisa 10 dos Spurs também já empatou com Steven Gerrard como o atleta inglês com mais gols em uma única edição da Champions League, com sete.
O Manchester City também merece destaque porque, além de ter uma folga confortável na liga inglesa deste ano e estar encantando o mundo com seu futebol extremamente ofensivo, é o segundo time com a maior probabilidade de vencer a Liga dos Campeões deste ano, com 17% de chances, atrás apenas dos 22% do Barcelona, segundo o SPI.
Chelsea e Manchester United também não podem ser deixados de lado nas conversas sobre possibilidades de título, já que possuem em seu plantel inúmeros atletas do mais alto nível.
O clube de Londres é o atual campeão da Premier League e é liderado por Eden Hazard, estrela do futebol belga. Já a equipe do técnico José Mourinho, atuais segundos colocados no Campeonato Inglês, investiram demais nas últimas janelas de transferências, trazendo jogadores de extrema qualidade como Paul Pogba, Alexis Sanchez e Romelu Lukaku.
http://www.espn.com.br/artigo/_/id/3986986/o-renascimento-dos-times-da-premier-league-na-champions

Nesta sexta-feira, a liga francesa abriu uma investigação após Mario Balotelli ter afirmado que os torcedores do Dijon deram gritos racistas contra ele durante a partida do último final de semana.
O Nice, que perdeu o jogo por 3 a 2, afirma que o atacante de 27 anos recebeu um cartão amarelo após reclamar com o árbitro por causa dos insultos racistas vindos da torcida do time mandante. O juiz Nicolas Rainville alegou não ter escutado nenhuma injúria vinda das arquibancadas.
O comunicado da liga francesa afirma que o resultado da investigação será divulgado daqui um mês, no dia 15 de março.
Filho de imigrantes ganeses, Balotelli acusou a torcida do Bastia de ter imitado ruídos de macaco durante partida em janeiro de 2017. A investigação resultou em perda de um ponto da equipe de Córsega e a interdição de parte da arquibancada por três partidas.
http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/3991115/liga-francesa-investiga-suposto-caso-de-racismo-contra-balotelli

_________________
avatar
Inumano83
Arauto de Galactus

Mensagens : 4192
Data de inscrição : 08/04/2015
Localização : DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Futebol Europeu - 2017/18

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 17 de 18 Anterior  1 ... 10 ... 16, 17, 18  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum